Ratinho

Ratinho

Ratinho é flagrado dentro de camarim com rapaz na intimidade, após ter prisão exigida e escândalo

O apresentador Ratinho deve se mexer pra passar a Record - Foto: Reprodução
O apresentador Ratinho do SBT – Foto: Reprodução
O apresentador Ratinho deve se mexer pra passar a Record - Foto: Reprodução
O apresentador Ratinho – Foto: Reprodução

O apresentador surgiu de forma mais casual nas redes sociais

Ratinho, um dos apresentadores mais tradicionais do SBT, voltou recentemente a apresentar seu programa no formato ao vivo. Ele, que estava afastado por conta da pandemia, voltou às telinhas após contrair a Covid-19 e se curar. Além de polemizar em seu programa, o comunicador usa as redes sociais para compartilhar sobre sua vida pessoal e até mesmo os bastidores da atração que comanda.

+Denilson e Neto têm briga na Band, hipocrisia é apontada e apresentador explode: “Vem tirar satisfação no corredor”

+Maju Coutinho interrompe JH para detonar recado, dá as mãos e desaba frente às câmeras: “A gente tentou”

+Ratinho tem prisão exigida, após escandalizar com ordem, descobrir traição e vomitar absurdos: “Deveria voltar”

Nesta quinta-feira (18) o apresentador apareceu diferente do que o público costuma ver em seu Instagram oficial. Ele, que sempre aparece todo vestido de terno, surgiu em uma foto sem camisa, usando apenas um lenço de pescoço.

Veja também

Na imagem, Ratinho aparece com seu figurinista, Luciano, apertando fortemente o pano em seu pescoço para amarrar. O comunicador ainda brincou com o rapaz. “Esse meu figurinista só me apronta… Disse que esse lenço é pra modernizar”, escreveu.

Ratinho surgiu sem camisa, inovando com figurinista (Foto: Reprodução)
Ratinho surgiu sem camisa, inovando com figurinista (Foto: Reprodução)

PRISÃO EXIGIDA

Ratinho escandalizou em uma fala durante o programa da última terça-feira (16). O apresentador afirmou que era a favor de uma intervenção militar para melhorar a situação do Brasil. Vale lembrar que esta intervenção é proibida pela Constituição Federal.

O depoimento do comunicador acabou repercutindo de uma forma negativa na mídia. O vereador de São Paulo Eduardo Suplicy (PT) comentou que as referências ao período da ditadura brasileira, em vigor de 1964 a 1985, eram incabíveis. Por conta disso, era necessário que o apresentador fosse preso.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários