Celebridades

CelebridadesRatinho

Ratinho compra grande emissora por R$ 50 milhões em SP e contrata nomes fortes; assessoria nega

O apresentador Ratinho detonou o ator Bruno Gagliasso. (Foto: Reprodução)
Ratinho (Foto: Reprodução)

Ratinho possui várias empresas de comunicações chamada Rede Massa, pertencente ao Grupo Massa, conglomerado que inclui setores como agronegócio, gestão e licenciamento de marcas, no Paraná, mas agora, acaba de realizar um grande sonho de sua vida e adquirir uma rádio em São Paulo.

Luciano Huck e sete famosos da Globo se entregam ao uso da maconha e defendem a droga com naturalidade: “Não faz mal a ninguém”

Ele possui emissoras em cidades como Curitiba, Maringá, Londrina, Paranaguá e Ponta Grossa, mas agora, chega à capital paulista com uma filial da Rádio Massa, após uma compra que estaria sendo negociada por volta de R$ 50 milhões, de acordo com informações obtidas com exclusividade pelo TV FOCO. De qualquer forma, a assessoria de imprensa do apresentador, nega qualquer compra e afirma que essa informação não é verdadeira.

Veja também

O apresentador Ratinho em seu programa no SBT (Foto: Reprodução/SBT)
O apresentador Ratinho está vivendo ótima fase no SBT com ibope em alta.
(Foto: Reprodução/SBT)

De acordo com a fonte, Ratinho sempre sonhou com uma rádio na cidade e já estaria pensando em contratar grandes artistas e uma equipe de peso para desbancar a concorrência na região. Atualmente, ele tem o seu programa exibido em rede nacional pelo SBT, no horário nobre da emissora de Silvio Santos.

Lá, inclusive, ele está vivendo ótima fase em audiência. Os índices que o Programa do Ratinho vem conquistando são superiores aos da Record, o que coloca a emissora do empresário na vice-liderança isolada na faixa e se torna uma verdadeira ‘pedra no sapato’ da concorrente.

Kevinho lança nova música em parceria com Gusttavo Lima e clipe com Carlinhos Maia e o noivo

Marcelo de Carvalho revela proibição de Luciana Gimenez durante o casamento e dispara: “Minha ex-mulher tinha muito ciúme”

Na noite da última segunda-feira, 29, a atração noturna, exibida das 22h34 às 00h00, marcou 10,1 pontos de média, 17,5% de share e 12,2 pontos de pico com o quadro ‘Dez ou Mil’. Foi vice-líder do início ao fim e superou duas atrações da Record na Grande São Paulo, de acordo com os dados do Ibope.

O apresentador é vice-líder isolado de audiência no horário nobre do SBT. (Foto: Reprodução/SBT)

Na mesma faixa horária, o canal de Edir Macedo registrou apenas 6,8 pontos de média com a exibição do Jornal da Record, com Celso Freitas e Adriana Araújo, e o Repórter Record Investigação, apresentado por Domingos Meirelles. Cada ponto equivale a 73 mil domicílios.

RATINHO DEFENDE BOLSONARO AO VIVO NO SBT E DETONA GLOBO

Ratinho aproveitou mais uma vez que estava ao vivo pelo SBT e voltou a falar de política. O apresentador tem abordado o assunto em diversas oportunidades na atração e sempre alfineta ou elogia os acontecimentos diários do Governo.

Após fracasso em O Sétimo Guardião, Flávia Alessandra ganha papel em nova novela da Globo

Leão Lobo alfineta Sonia Abrão ao vivo e dispara: “Não está na idade de usar cabelão”

Na noite da última segunda-feira, 29, não foi diferente. O apresentador comandou a edição do quadro Dez ou Mil e aproveitou o gancho da imitação de Pedro Manso para defender o presidente do Brasil Jair Bolsonaro contra as emissoras de televisão.

O apresentador é a favor do atual presidente do Brasil. (Foto: Reprodução/Montagem)

“É a Globo, o SBT, a Reco… não, a Record não. A Band, a RedeTV… toda hora é cacete”, disparou o apresentador, alegando que as emissoras só destacam o lado negativo do atual governo e tirou a Record da lista já que a relação política e pessoal de Edir Macedo com Bolsonaro é das melhores. Quer saber mais? Acompanhe Lucas Medeiros no Instagram clicando aqui!

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários