Celebridades

Record toma drástica decisão após escândalo de assédio e faz ‘limpa’ no Domingo Espetacular

O repórter da Record Gérson de Souza assediou pelo menos 12 mulheres (Foto: Reprodução/Record)
O repórter da Record Gérson de Souza assediou pelo menos 12 mulheres (Foto: Reprodução/Record)

Após ser acusado de assediar pelo menos 12 mulheres nos bastidores da Record, Gérson de Souza promoveu uma verdadeira dança das cadeiras na emissora. Grande parte da equipe do “Domingo Espetacular” foi mexida, e a direção do programa precisou ser alterada.

+ Escândalo na Record: Repórter famoso do Domingo Espetacular é acusado de assediar 12 mulheres

+ Carlinhos Maia enfrenta grande prejuízo na carreira após barraco com Whindersson Nunes e números negativos chocam

+ Avó de Sasha Meneghel gera grande revolta com opinião absurda sobre a própria neta: “Tóxica e noiada”

De acordo com o Notícias da TV, o chefe de Redação Anael de Souza e outros profissionais que tinham importantes funções para que o programa fosse ao ar deixaram a atração, segundo o o diretor-geral de Jornalismo da Record, Antonio Guerreiro. Agora, Anael trabalhará no “Fala Brasil”, outro importante telejornal da emissora.

O “Domingo Espetacular” já se preparava para algumas mudanças em seu time, e os assédios de Gérson de Souza foram apenas o estopim. As alterações no dominical estavam previstas para serem realizadas mais para frente, mas não agora.

Ainda de acordo com a publicação, na semana passada, algumas das atitudes do jornalista denunciado foram cruciais para que as vítimas se reunissem contra ele. “Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, lamentou a produtora que atua atrás das câmeras, apura pautas e agenda entrevistas. “Ele começou a gritar na Redação que eu era incompetente, que meu trabalho é uma bosta”, relatou.

Gérson de Souza (Foto: Divulgação)
Gérson de Souza promoveu uma verdadeira dança das cadeiras no Domingo Espetacular da Record (Foto: Divulgação)

Gérson de Souza se defendeu das acusações dizendo que é de uma época “em que se podia brincar com mulheres”. “Eu reclamei com a chefia [da emissora] da qualidade das pautas dela, era roteiro que não tinha o nome do entrevistado, que não tinha informações. Estou vendo isso como revanchismo. Tenho certeza de que ela está reagindo a uma observação”, explanou.

A Record orientou que todas as mulheres que foram afetadas pelo jornalistas buscassem diretamente as autoridades para que todas as acusações fossem atendidas. Ele, inclusive, já está afastado de suas competências dentro da emissora dos bispos.

+ Paloma Duarte surge ao lado dos três filhos em clique raríssimo e detalhe peculiar choca

Vale lembrar que a apresentadora Janine Borba deixou o telejornal da emissora recentemente. A repórter esteve na atração jornalística desde 2006, e ficará a disposição da emissora para projetos futuros. Com essa dança das cadeiras, Paulo Henrique Amorim passou a ser o apresentador do “Fantástico” da Record, mais antigo desde 2006, seu contrato com a emissora vai até 2021. Vale ressaltar que Gérson de Souza também faz parte do dominical.

 

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIOS

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIOS

site statistics