DE OLHO NO BENEFÍCIO!

Revisão histórica confirmada por Tebet: Decreto de Lula aciona o INSS agora e afeta salário de idosos 60+

05/06/2024 às 8h17

Por: Lennita Lee
Imagem PreCarregada
Novo decreto de Lula, confirmado por Tebet atinge em cheio modalidade do INSS (Foto Reprodução/Montagem/Lennita/Canva/INSS/Internet)

Modalidade de aposentadoria pelo INSS é afetada com novo decreto de Lula

Já até mencionamos em matérias anteriores que, de 2023 para cá, algumas medidas de “pente fino” foram tomadas e elas afetaram em cheio às concessões de aposentadorias do INSS e programas sociais.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Esse pente-fino além de evitar fraudes tem como principal objetivo enxugar os gastos públicos.

Inclusive, de acordo com a Folha de S.Paulo, a ministra Simone Tebet chegou a confirmar a realização do processo e seus impactos, ainda em fevereiro deste ano.

Simone Tebet é a ministra do Planejamento (Reprodução: Roque de Sá/Agência Senado)
Ministra do Planejamento e Orçamento do Brasil, Simone Tebet (Reprodução: Roque de Sá/Agência Senado)

De acordo com ela, estudos apontaram gastos de R$ 50,6 bilhões em três anos (2024 a 2026) apenas no INSS e no Proagro, de auxílio a agricultores prejudicados por fenômenos naturais, pragas e doenças.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Isso estima quase R$ 17 bilhões por ano, mais do que a previsão oficial de receita com a tributação dos fundos exclusivos dos mais ricos deste país.

Veja também

Revisão histórica

Ainda de acordo com Simone Tebet essas medidas não significam um “corte” por si só e sim uma “revisão”.

Segundo ela, o trabalho do ministério é mesmo de revisão, em parceria com ministérios e “gestores”, a pedido deles ou por sugestão de Tebet e seus secretários, fazer mais com menos ou melhor.

Agora o que será do dinheiro poupado é assunto do Governo Federal em geral.

Só para ter noção, apenas a antecipação do pagamento de R$ 30,1 bilhões em precatórios de 2024 rende uma economia de R$ 2 bilhões (em juros e correção), conforme revelado por ela.

Uma revisão de fato histórica, que tem grandes chances de resolver uma sangria nos cofres públicos sem prejudicar quem realmente depende dos benefícios e programas sociais.

Logo do INSS sob pente fino - Foto Reprodução Internet
Alguns benefícios do INSS são os mais atingidos por essas operações pente-fino (Foto: Reprodução/Montagem/Tv Foco)

Afinal de contas essa operação atinge apenas os gastos desnecessários que jorram dinheiro em concessões de benefícios feitas de forma fraudulenta.

Inclusive o benefício de BCP, do INSS é um dos mais atingidos por essa operação pente-fino.

De acordo com o Blog do Prev, após novo decreto do Governo Federal, ele também está passando por uma atualização cadastral e está tendo seus benefícios revisados.

Pra quem não sabe o BCP é pago às pessoas com deficiência e idosos acima dos 60 anos e o seu valor é composto por um salário mínimo mensal.

Essa informação foi dada pelo secretário de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas do Ministério do Planejamento e Orçamento, Sergio Firpo, e também publicada pela Folha de S. Paulo.

Aumento relevante nos custos

De acordo com a nota, o governo federal quer entender as razões que levaram ao aumento do pagamento do BPC, que como mencionamos acima, garante pelo menos um salário mínimo ao idoso de baixa renda com idade igual ou superior a 65 anos ou à PCDs na mesma condição financeira.

Em apenas dois meses, especificamente de 22 de março a 22 de maio, a previsão oficial de investimentos com o BPC subiu para R$ 1,73 bilhão, de acordo com o segundo relatório de avaliação de receitas e despesas do orçamento enviado ao Congresso.

BPC é voltado aos idosos e pessoas PCDs (Reprodução: Internet)
BPC é voltado aos idosos e pessoas PCDs (Reprodução: Internet)

De acordo com a nota, alguns técnicos do Ministério da Previdência Social afirmaram que não há razão para um crescimento tão forte de pessoas com deficiência de uma hora para outra no país que justifique o aumento dos requerimentos e concessões.

Segundo os técnicos, mesmo com as operações pente-fino ainda há uma indústria de fraudes na concessão do atestado que comprova a deficiência.

Porém, essas fraudes não são a principal razão para o aumento do custo do BPC. Estimativas citadas por esses especialistas sugerem um patamar em torno de 5% de fraude, nível semelhante ao do Bolsa Família.

Como não ter o benefício do BPC cortado?

De acordo com o advogado André Beschizza, para evitar o corte do BPC, é fundamental que o beneficiário ou o solicitante do benefício mantenha-se informado sobre as regras e os critérios para a concessão do benefício.

Além disso, é fundamental a manutenção dos dados cadastrais atualizados e informar qualquer mudança em sua situação financeira.

Outra forma de evitar o corte do BPC é estar ciente dos prazos e datas importantes no sentido estar atento ao período de recadastramento, que é obrigatório para a continuidade do benefício.

Além disso, ele deve ficar atento também ao prazo de resposta a qualquer notificação enviada pelo INSS, bem como a data de pagamento do benefício.

Manter TODOS os comprovantes de gastos arquivados (fisicamente e digitalmente) para apresentar no INSS em caso de REVISÃO PENTE FINO também pode salvar seu benefício!

Isso porque, caso o grupo familiar do beneficiário tiver uma renda que ultrapasse o limite permitido pelo BPC, é necessário que se comprove os gastos de todo grupo familiar com saúde, tratamento médico, fisioterapia, medicamentos, receitas médicas, alimentação especial, aluguel, água, energia elétrica e etc.

É importante guardar também todos os exames médicos, relatórios médicos, atestados médicos, atestados fisioterápicos, laudos médicos, prontuários médicos, enfim, todos os documentos relacionados à saúde do beneficiário para eventualmente apresentar no INSS quando for convocado.

🚨 Ex de Nahim em gu3rra com filha do cantor + Faustão e Fernanda Montenegro esnobam a Globo + Fraude de Matteus 

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

BCP

Autor(a):

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.

Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.