Proibição

Substância fatal e pelo de rato: A proibição da Anvisa contra 3 marcas populares de molho, farinha e chocolate


Anvisa e alimentos proibidos - Foto Reprodução Internet

Surpreenda-se com uma proibição da Anvisa contra 3 marcas de molho, farinha e chocolate, com sérios riscos à saúde

A Anvisa, responsável por fazer serviços de vigilância sanitária em todo o país, cumpriu o seu dever em proteger a população e os consumidores de riscos à saúde, com uma proibição de 3 marcas populares dos mercados, com graves riscos à saúde.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

As informações são do site “capital.sp.gov.br”, o qual informou no dia 05 de janeiro deste ano, que a Anvisa proibiu um lote da MISTURA FLOCADA PARA EMPANADOS – FARINHA PANKO, da marca ALFA ALIMENTOS, pois corria o risco de estar contaminado.

Segundo as informações, o alimento foi produzido quando a fábrica estava passando por reformas, e poderia estar exposto a diversos elementos nocivos à saúde, mas, felizmente, apenas esse lote foi interditado, com a Alfa Alimentos não se pronunciando sobre o ocorrido.

Ainda segundo as informações, datadas de julho de 2016, a Anvisa também proibiu a venda de um lote do molho de tomate Elefante, famoso entre as cozinheiras e donas de casa, pois estava contaminado com pelo de roedor acima do limite permitido, o que poderia disseminar diversas doenças aos consumidores.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Conforme foi informado, para o alívio da população, apenas o lote citado teve a contaminação confirmada, sendo arrancado das prateleiras, mas o resto dos alimentos pode ser consumido sem preocupações, com a marca Elefante não tendo se pronunciado sobre o caso, na época.

Veja também

Além disso, com informações do dia 17 de maio de 2022, todos os chocolates e doces importados da marca Elite foram recolhidos de vez pela Anvisa, devido a uma grande contaminação da bactéria Salmonella, que pode causar graves doenças no corpo humano.

De acordo com a fonte, essa proibição também tem o objetivo de evitar que as empresas que importam esses alimentos tragam os produtos para o país, com a Elite sem ter se pronunciado na época, e com a proibição dos chocolates ainda em vigor, mas podendo ser encontrados em lojas virtuais no Brasil.

Anvisa determina um limite de fragmentos para cada alimento (Reprodução/Foto: Anvisa/Divulgação)
Anvisa determina um limite de fragmentos para cada alimento (Reprodução/Foto: Anvisa/Divulgação)
Anvisa (Foto: Reprodução/ Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução/ Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução/ Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução/ Internet)

Quais produtos precisam da aprovação do órgão regulador no Brasil?

Segundo informações do site “licempre.com”, o registro na Anvisa é obrigatório para as empresas que fabricam e importam produtos alimentícios, farmacêuticos, correlatos, saneantes e cosméticos, devendo ser sempre analisados e passados por uma perícia especializada do órgão para receberem aprovação.

🚨 Exclusivo: Bia derruba campeões do BBB e Davi 'afunda' + venda da Globo? + Eliana rival de Portiolli         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Eu sou Rafael Silva, tenho 28 anos e sou Arquiteto e Urbanista por formação pela Universidade Potiguar. Viciado em estar por dentro de tudo que acontece, sou Redator Web por vocação. Sempre foi apaixonado por escrita e leitura e me encontrei no mundo do entretenimento. Acompanho a vida dos famosos e celebridades diariamente pelos seus perfis das redes sociais e faço matérias sobre as fortunas dos artistas e suas mansões elegantes . Adoro jogar vídeo game e assistir séries e filmes. Minhas redes sociais são: lucas.rafael@otvfoco.com.br