Falência: confira tudo sobre quebra de empresas

Falência: confira tudo sobre quebra de empresas

Rombo de R$2bi e desespero de correntistas: A falência de banco gigantesco no Brasil após intervenção do BC

Banco Central decretou falência de empresa (Foto: Freepik/Divulgação/BC)
Banco Central decretou falência de empresa (Foto: Freepik/Divulgação/BC)

Importante instituição financeira do Brasil teve falência decretada após intervenção do Banco Central; entenda

Um dos principais bancos brasileiros passou por um processo de falência no passado e até hoje seus correntistas enfrentam consequências dessa crise. Foi o próprio Banco Central quem tomou a decisão de fechar a instituição financeira a fim de evitar mais prejuízos.

O fim da empresa aconteceu após um rombo interno de R$ 2,2 bilhões. Ao que tudo indica, a instituição não se preparou para recusar recursos a clientes inadimplentes.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a falência do Banco Santos aconteceu após uma determinação do juiz Caio Marcelo, na época da 2ª Vara de Recuperações e Falências, em 2005.

O magistrado indicou como administrador judicial da massa falida Vânio Aguiar, que atuou como interventor do Banco Santos pelo Banco Central.

Banco Santos entrou em falência em 2004 (Foto: Reprodução/Globo)
Banco Santos entrou em falência em 2004 (Foto: Reprodução/Globo)
O pedido de falência tinha sido feito pelo promotor de Justiça Alberto Camiña Moreira, atendendo pedido do liquidante. O promotor entrou com uma ação de responsabilidade civil contra Edemar Cid Ferreira e 22 outros ex-administradores, visando o bloqueio de seus bens. Eles foram acusados de desvio de R$ 2,9 bilhões.

A intervenção no Banco Santos foi a primeira feita pelo BC em um banco privado desde 1998. O BC constatou que o recolhimento compulsório dos depósitos a prazo, que os bancos são obrigados a fazer, não estavam sendo realizados havia vinte dias.

Na época, o BC constatou ainda irregularidades no balanço financeiro, como a avaliação de operações com derivativos acima do preço de mercado.

Veja também

NOVIDADES SOBRE O CASO

Em junho de 2023, a Polícia Civil abriu um inquérito criminal contra Vânio Aguiar, administrador da massa falida do extinto Banco Santos. De acordo com a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, a denúncia partiu de Edemar Cid Ferreira, que acusou o administrador de alugar um imóvel em São Paulo para gerir a massa falida da instituição.

O ex-banqueiro acusou Vânio de receber dois salários, um por gerir a massa falida, e outro valor fixo pela função de administrador. Aguiar, no entanto, afirmou que o inquérito se refere a assuntos que não fazem mais parte do juízo falimentar.

PARA QUE SERVE O BANCO CENTRAL?

O Banco Central serve para gerenciar o fornecimento adequado de dinheiro em espécie. Garantir a estabilidade do poder de compra da moeda, zelar por um sistema financeiro sólido, eficiente e competitivo, e fomentar o bem-estar econômico da sociedade.

Banco Santos exige penhora de 50% do Shopping Eldorado (Foto: Reprodução/Globo)
Banco Santos sofreu interferência do Banco Central (Foto: Reprodução/Globo)