Globo

GloboSéries

Série “A Justiceira” será reprisada novamente pelo Viva

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A série “A Justiceira” voltará ao Viva. Estrelada por Malu Mader, a atração será reprisada mais uma vez no canal pago da Globosat, a partir do dia 23 de setembro. A trama policial será exibida toda terça-feira, às 23h10, e substituirá o “Na Forma da Lei”.

Com criação de Aguinaldo Silva, Doc Comparato e Antônio Calmon, a trama policial foi exibida originalmente pela Globo em 1997 e reprisada pela primeira vez no canal pago em 2011.

Malu Mader interpreta a policial Diana que, durante uma ação de rotina, mata acidentalmente seu parceiro. Sentindo-se culpada, ela resolve abandonar a corporação. Mas, anos depois, Diana se vê envolvida com o mundo do crime novamente: seu filho Pedro (Marcelo Lins) é sequestrado por bandidos a quem Rafael (Ângelo Antônio), seu ex-marido, deve dinheiro. Para conseguir descobrir o paradeiro do menino, ela ingressa em um grupo de combate ao crime organizado comandado por Salomão (Daniel Filho) eAugusta (Nívea Maria). Também faz parte da organização o quarteto Marlene (Danielle Winits), Diego (Lui Mendes), Beto (Leonardo Brício) e Paco (Anselmo Vasconcelos).

VÍDEO YOUTUBE: Luto! Anne Lottermann, do Faustão, encara a morte de perto

Assuntos

malu maderviva

Quem escreve

Renan Santos

Atuando também como roteirista de TV e cinema, Renan é redator e colunista do TV FOCO desde 2014, noticiando e criticando o mirabolante e imprevisível universo televisivo e dos famosos.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários