Sikêra Jr

Sikêra Jr

Sikêra Jr sofre derrota contra Neto na Justiça, após ser chamado de homofóbico: “Condenado”

Sikêra Jr perde processo na Justiça para Neto (Foto: Reprodução)
Sikêra Jr perde processo na Justiça para Neto (Foto: Reprodução)

O jornalista da RedeTV! moveu dois processos após a polêmica de preconceito e perdeu ambos

O apresentador do Alerta Nacional, da RedeTV!, Sikêra Jr, moveu um processo contra o apresentador Neto e o suplente de deputado estadual de São Paulo e ativista LGBTQI+ Agripino Magalhães. No entanto, o jornalista perdeu as duas causas.

Tudo começou após Sikêra Jr chamar os LGBTQIA+ de “raça desgraçada”, durante o jornal que ele apresenta na RedeTV!. No programa Os Donos da Bola, da Band, Neto chamou o jornalista da para a “porrada” e disse que o âncora do Alerta Nacional era homofóbico por ter feito o comentário depreciativo.

A partir disso, Sikêra Jr foi à Justiça pedir para que Neto fosse condenado a lhe pagar uma indenização de R$ 44 mil por ter sido ofendido, além disso, o apresentador da RedeTV! requereu que o vídeo em que Neto aparece o chamando para a “porrada” seja apagado de suas mídias sociais.

Leia também: Oficial: Sikêra Jr. é substituído no Alerta Nacional após crise na RedeTV! e vai direto para o SBT

Mesmo antes do julgamento em caráter liminar, o juiz responsável, Celso Antunes da Silveira, não acatou o pedido do apresentador e justificou que: “Indefiro o pedido de tutela de urgência, para pedido de retirada de conteúdo da internet, nos termos do decidido na ADPF [Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental] 130, do STF, que declarou a não-recepção da Lei de Imprensa”.

SEGUNDO PREOCESSO PERDIDO PELO JORNALISTA

Contra o político Agripino Magalhães, o jornalista do Alerta Nacional pedia R$ 100 mil de indenização por danos morais por se sentir vítima de comentários vexatórios nas redes sociais, depois de falas consideradas preconceituosas que o jornalista chamou de “brincadeiras”. Agripino denunciou Sikêra Jr por homofobia e caso virou um inquérito policial.

Veja também

Em maio deste ano, o ativista fez uma segunda denúncia porque Sikêra chamou Magalhães de “suplente de baitola”, “vagabundo” e “giletão” durante o telejornal. Agripino Magalhães expôs o caso nas redes sociais. Em junho, o apresentador entrou com processo pedindo para que o suplente de deputado tirasse todas publicações referentes a ele. Nesta quinta-feira (5), o resultado saiu e Sikêra Jr também perdeu.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Quem escreve

Barbara Lira

Bárbara Lira é uma jornalista recém-formada que sempre foi apaixonada por escrever boas histórias. Amar e ser realizada no trabalho é o mais importante para ela. Seu objetivo é evoluir um pouco a cada dia, para conquistar cada vez mais espaço e notoriedade no mercado.

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários