URGENTE!

“Não pode ser”: Tebet crava anúncio com decreto decisivo do Banco Central e cai como bomba na Caixa hoje (14)


Tebet traz decreto do Banco Central que afeta diretamente a Caixa (Foto: Internet)

Tebet confirma decreto do Banco Central que impacta diretamente a Caixa

A declaração impactante da Ministra Simone Tebet (MDB) sobre um recente decreto do Banco Central abalou o mercado financeiro nesse início de abril e afetou diretamente a Caixa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

De acordo com informações divulgadas pela CNN, Tebet afirmou que o Banco Central não deve considerar 9% como índice mínimo para a Selic neste ano. Mas qual o impacto disso?

Essa medida, que envolve a taxa básica de juros do país, afeta diretamente todos os bancos, incluindo a Caixa Econômica Federal, conhecida por sua popular poupança entre os brasileiros.

Simone Tebet é a ministra do Orçamento (Reprodução: Foto/ NELSON ALMEIDA/ AFP)
Simone Tebet, Ministra do Orçamento (Reprodução: Foto/ NELSON ALMEIDA/ AFP)

“Não pode ser o piso”, enfatizou Tebet, ressaltando que o Banco Central está atento não apenas à inflação e aos preços dos alimentos, mas também à política fiscal do governo.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


A redução da Selic, que já ocorreu por seis vezes consecutivas, de acordo com os registros de março de 2024, saindo de 13,75% para 10,75%, teve como objetivo principal estimular a economia.

Veja também

O Comitê de Política Monetária (Copom) indicou que outra redução de 0,5 ponto percentual é esperada em maio, baixando a taxa para 10,25% ao ano.

Banco Central do Brasil - Foto: Internet
Banco Central do Brasil – Foto: Internet

Como a mudança na taxa Selic afetará os bancos?

Em resumo, de acordo com as atuais diretrizes do Banco Central, quando a taxa Selic está acima de 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR).

Por outro lado, quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é de 70% da taxa Selic somada à Taxa Referencial (TR).

Essas regras têm um impacto direto nos bancos, incluindo a Caixa Econômica Federal. Quando a Selic é reduzida, como sugerido por Tebet, isso geralmente diminui os juros que os bancos podem cobrar em seus empréstimos, o que, por sua vez, pode reduzir sua lucratividade.

Banco Caixa (Foto: Reprodução/ Internet)
Banco Caixa (Foto: Reprodução/ Internet)

Além disso, uma Selic mais baixa pode afetar as taxas de retorno de outros investimentos oferecidos pelos bancos, o que também pode impactar seus resultados financeiros e clientes.

Ter a taxa Selic baixa é bom?

Por um lado, uma taxa Selic mais baixa pode estimular o consumo e o investimento, uma vez que os juros para empréstimos tendem a ser mais baixos. Isso pode incentivar as pessoas a gastarem e investirem mais, o que pode impulsionar a economia.

Por outro lado, uma taxa Selic baixa pode reduzir a rentabilidade de investimentos de renda fixa, como os fundos de renda fixa e a própria poupança. Além disso, pode aumentar o risco de inflação, caso não seja acompanhada por medidas adequadas de controle.

🚨 Espírito de estrela da RedeTV! aparece ao vivo em programa + Globo demite 16 estrelas + Fátima furiosa        

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Me chamo Ionara Santana. Sou estudante de Engenharia da Computação pela Universidade Federal do Ceará - UFC, Body Piercer e encontrei o amor e a vocação pela redação através do TV FOCO, integrando a equipe desde 2018. Gosto de escrever matérias sobre os mais diversos assuntos da televisão e do mundo das celebridades, principalmente quando se trata de Realities e Novelas. Minha meta é trazer notícias rápidas e objetivas. Minhas redes sociais são: Email: Ionara.santana@otvfoco.com.br