TV Paga

Técnico Felipão tira jogador de entrevista com repórter da Globo e é criticado por Galvão Bueno

Relação entre Felipão e Galvão Bueno não é das melhores. (Foto: Montagem/Reprodução)
Relação entre Felipão e Galvão Bueno não é das melhores. (Foto: Montagem/Reprodução)

De volta ao futebol brasileiro neste ano, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, técnico pentacampeão mundial com a nossa seleção, parecia ter deixado o seu estilo polêmico um pouco de lado, mas voltou a dar uma amostra dele no último fim de semana.

Tudo começou quando Deyverson, jogador do Palmeiras, concedia uma entrevista ao repórter Marco Aurélio Souza, da Globo, após a partida contra o Santos, no último sábado (03). O atleta já vinha se tornando alvo da imprensa também pelo seu estilo polêmico, e Felipão não gostou nada de vê-lo sendo abordado à beira do campo, principalmente após ter causado mais um alvoroço entre os jogadores adversários. O treinador tirou Deyverson da entrevista e ainda xingou os profissionais que cercavam o atleta. “Deu, deu! Sem entrevista! Vão para o inferno!”, disparou Felipão.

Em entrevista coletiva, realizada logo na sequência, o treinador justificou a sua atitude. “O Deyverson tem alguma chavezinha ali que não funciona. Se ele mesmo já disse isso para vocês [jornalistas], e depois do jogo teve aquela confusão, quem é que vocês vão pegar primeiro [para entrevistar]? Para vocês é ótimo, para mim é um inferno. Depois tenho que ir lá na CBF [Confederação Brasileira de Futebol], tem vídeo, o Deyverson falou não sei o quê, tenho que ir explicar. Ou vou passar uma multa, ou vou proibir eles (jogadores) de falar, por causa de um. Então se vocês puderem me ajudar, tudo bem, se não puderem, vou tomar outra atitude”, disse. “O Deyverson não tinha nada que falar ali. Os jogadores do outro time já ficam querendo arrumar uma situação para ele, e ele não se dá conta de que vai ser ele o prejudicado. Eu vou ter que tomar uma atitude, para lá ou para cá”, completou.

+ Há 30 anos na Globo, ator é chamado para conversar e tem futuro na emissora definido

Na edição de ontem (05) do programa Bem, Amigos, do SporTV, Galvão Bueno não deixou o fato passar em branco e criticou a atitude de Felipão. “A gente pode entender o seu momento, mas não tem que virar pro repórter e dizer ‘vai pro inferno!’. E depois dizer: ‘se vocês não me ajudarem, porque meu jogador tem uma chavinha fora do lugar… eu peço ajuda’. O jornalista não tem que ajudar ninguém. Ele está lá para fazer a entrevista dele, buscar a notícia, pra bem informar o seu telespectador, o seu ouvinte, o seu leitor”, falou. “Ele não estava perguntando porque reclamaram dele, qual era a dancinha e tudo mais… Ele estava fazendo uma pergunta sobre o jogo. Aí o Felipão passou reto, tirando ele e mandando ir pro inferno. Não é assim”, finalizou.

Apesar das críticas, durante o programa Galvão chegou a elogiar o trabalho de Felipão no Palmeiras — o clube é líder do Campeonato Brasileiro —  e até o parabenizou pelo seu aniversário nesta semana.

Vale lembrar que a relação entre o treinador e o narrador da Globo não é das melhores após a Copa do Mundo de 2014, que ficou marcada pela goleada histórica sofrida pelo Brasil contra a Alemanha por 7 a 1. Em entrevista ao programa No Ar com André Henning, do Esporte Interativo, em maio, Felipão detonou Galvão, ao falar da suposta “perseguição” que sofreu após o vexame.

“Teve um colega teu, de TV, que passou dez minutos depois do jogo apontando pra mim. Hoje eu não falo para esse senhor, no caso, o Galvão Bueno. Enquanto ele achar que é o todo poderoso, um deus, e que pode fazer aquilo que fez comigo, me jogando contra a torcida… Eu fico aqui. Cada um na sua. Eu não devo nada, cada um faz o seu trabalho e segue sua vida”, disse o treinador na época.

SIGA O TVFOCO NO INSTAGRAM E FIQUE POR DENTRO DE TUDO! CLIQUE/TOQUE AQUI.

ANÚNCIOS

ANÚNCIOS

Comentários recentes

CONHEÇA

ASSISTA!

;