Globo

Globo

Teste do c#, festa do pó e esquema podre no exterior: atriz entrega a podridão dos bastidores da Globo

Maria Zilda fez inúmeras revelações sobre os bastidores da TV Globo (Foto: Reprodução/Canal Brasil)

Maria Zilda se tornou um dos principais pesadelos da Globo nos últimos meses, após fazer lives reveladores no Instagram durante a pandemia

Maria Zilda é um dos nomes de maior sucesso da teledramaturgia da Globo, atuando na emissora entre os anos 1970 e 2010. A artista trabalhou ininterruptamente até 2019, por isso decidiu desacelerar e trabalhar um pouco melhor seu lado de entrevistadora durante a pandemia.

A atriz conversou com inúmeros atores e não poupou revelações sobre a vida pessoa, profissional e, principalmente, dos podres que envolvem os bastidores da TV Globo. Nos últimos meses, foram expostos esquemas de venda de novelas, assédio de diretores e uso de drogas nos bastidores da emissora.

Maria Zilda Bethlem globo (Foto: Globo/Estevam Avellar)
Maria Zilda fez sucesso em novelas da Globo (Foto: Globo/Estevam Avellar)

POLÊMICAS DE SEXO E DROGAS

Maria Zilda fez uma das revelações mais bombásticas durante conversa com Oscar Magrini, no fim de outubro do ano passado. A famosa garantiu que existe troca de favores sexuais nos bastidores, principalmente para se conseguir papéis em novelas. Ela, que foi casada com o diretor Roberto Talma, declarou:

Veja também

“Você trabalhou na TV Globo muitos anos e eu também. Eu entrei na Globo em 1975. Você não vai dizer para mim que eu não sei como aquilo funciona. Até porque eu fui casada com diretor. Então, eu sei muito bem como aquilo funcionava. Não é o teste do sofá. É o teste do c#”, disparou.

Oscar Magrini também não poupou revelações sobre o canal carioca. Ele começou a carreira na atuação em 1988 e recebeu um alerta da atriz Cleide Yáconis (1923-2013), que revelou como funcionava a convivência no meio artístico.

“Meu amigo disse: ‘Cleyde, ele quer fazer novela na Globo’. Ela não me conhecia. Em 1988, eu já era modelo. Ela olhou para mim e falou: ‘Para você entrar tem que passar no quartinho do PC’. Eu falei: ‘PC? Quem é?’. Ela: ‘É o quartinho do pó e do c#. Você cheira?’. Falei: ‘Não!’. ‘Você dá o c#?’. ‘Não!’. ‘Então, não vai entrar’. E ela deu risada. Uma senhora! Imagina?”, revelou.

Maria Zilda durante a polêmica live com Oscar Magrini (Foto: Reprodução/Instagram)
Maria Zilda durante a polêmica live com Oscar Magrini (Foto: Reprodução/Instagram)

MISÉRIA COM AS REPRISES

Maria Zilda também aproveitou uma entrevista com a atriz Elizângela, em que entregou como a Globo conseguia faturar com a venda de novelas para o exterior, sem ter que repassar valores altos para os atores. A loira garantiu que existe uma empresa na América Central que compra cada capítulo de novela por 100 dólares e revende para fora por US$ 10 mil.

Elizângela também não escondeu o descontentamento e afirmou que Viva, que é o canal fechado que exibe apenas produções antigas da Globo, repassa “esmolas” para os atores que participaram de novelas em reexibição.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Compartilhe essa notícia

Assuntos

Globo

Quem escreve

Paulo Vito

Paulo Vito é um jornalista que trabalha com celebridades desde 2017 e admira tudo o que envolve o mundo dos famosos e da televisão. Está sempre de olho no que acontece nas redes sociais e faz questão de prestar atenção nas polêmicas e novidades!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários