Celebridades TV Foco

Tony Ramos fala sobre fim de carreira e anuncia decisão

Tony Ramos vive o vilão Olavo na novela O Sétimo Guardião
Tony Ramos vive o vilão Olavo na novela O Sétimo Guardião (Foto: Reprodução/Globo)

Tony Ramos fala sobre fim de carreira na televisão

Um dos maiores e mais aclamados atores da televisão, Tony Ramos, falou um pouco sobre o futuro da sua carreira nas telinhas. Quando questionado sobre o fim da sua profissão, o ator não pestanejou, e disse que não irá deixar de atuar, mesmo em meio a uma “crise”. “Nem a pau”, disse o artista.

Em entrevista ao R7, Tony Ramos foi questionado sobre o futuro das novelas em meio ao grande crescimento da tecnologia atualmente, o que poderia insinuar uma verdadeira crise no meio. Para o artista, a “crise”, que é citada desde o início da sua carreira na Tv Tupi, em 1960, não existe nem irá existir, de acordo com o ator, uma boa história irá sempre prender o público, chegando, inclusive, a citar grandes sucessos nos tempos atuais, como A Dona do Pedaço e Bom Sucesso, ambas novelas da rede Globo.

“Falei para o Fagundes [Antonio Fagundes] estou encantado com essa novela. Você vê um elenco todo contando uma história as 19h, que tem limitações de temas, mas que fala de algumas realidades, como, por exemplo, sobre o mercado livreiro, que sofre, mas que é resistente e forte. É isso que a novela faz e é essa identificação nacional que ela tem”, comenta o ator Tony Ramos, ao se referir a novela Bom Sucesso, em que o colega de trabalho interpreta Alberto, de Bom Sucesso.

Olavo (Tony Ramos) e Valentina (Lília Cabral) em O Sétimo Guardião (Foto: Globo/Fábio Rocha)
Olavo (Tony Ramos) e Valentina (Lília Cabral) em O Sétimo Guardião
(Foto: Globo/Fábio Rocha)

Em entrevista recente, o ator Tony Ramos também citou o sucesso da reprise da novela “Por Amor”, no Vale a Pena Ver de Novo. A trama foi exibida na emissora em 1997, e voltou a ser um record de audiência na emissora. Para o ator, o exemplo serve para mostrar que não é preciso entrar na “Neura de novas mídias, todas muito rápidas, em que acham que o público vai perder o interesse se a cena durar mais que dois segundos”.

Tony Ramos ainda relembrou uma cena na novela Por Amor, em que o artista e a companheira de cena, Regina Duarte, gravaram um trecho da novela que durou cerca de 15 minutos. “Éramos só nois dois, deitados na cama, conversando. Eu duvido que alguém tenha desligado a televisão nesse meio tempo. Eram cenas boas, em que dava tempo de refletir junto com os personagens, de entrar na problemática do personagem. Você se coloca lá”, disse ator da Globo.

Para o colega de Tony Ramos, Antonio Fagundes, essa necessidade de rapidez cria, também, outro tempo de pensamento, mais rápido, que segundo o ator, é impossível saber ainda se é bom ou ruim. Por outro lado, a possibilidade que as novas tecnologias oferecem de uma nova informação a cada segundo só com o passar dos dedos acaba indicando uma perda de foco. “Você está perdendo o interesse por coisas que não sejam superficiais. E quando você só quer coisas superficiais, você está perdendo alguma coisa da sua vida, porque as coisas da vida não são superficiais”, comentou o famoso.

TV Foco no Youtube

Amor de Mãe

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics