Celebridades Fátima Bernardes

Tulio Gadelha, namorado de Fátima Bernardes, pede prisão de Bolsonaro e revela profunda tristeza

Jair Bolsonaro e Túlio Gadelha são inimigos de longa data (Foto: Montagem)
Jair Bolsonaro e Túlio Gadelha são inimigos de longa data (Foto: Montagem)

Túlio Gadelha voltou a publicar indiretas ao presidente Jair Bolsonaro e surpreendeu ao revelar tristeza com a liberdade do presidente.

Militante de esquerda, o namorado de Fátima Bernardes, Túlio Gadelha, sempre se mostrou opositor ferrenho do atual presidente da república, Jair Bolsonaro. Eleito deputado federal pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) no ano passado, ele fez uma publicação polêmica sobre o presidente neste domingo (21).

Isso porque ele deu a entender que quer a prisão de Jair Bolsonaro e revelou tristeza por saber que ele está solto. Na legenda, o rapaz anunciou que entrará em recesso. “Eu lendo as notícias e preocupado por saber que irei entrar em recesso e Bolsonaro vai ficar solto governando o País”, disse ele.

+Luciano Huck e Angélica recebem notícia de morte trágica e entram em desespero

+Faustão toma decisão e pode fazer a Globo acabar com seu programa a qualquer momento

+Silvio Santos expõe beijo de Anitta e Neymar e constrange jogador em rede nacional

Túlio Gadelha foi apoiado por seus seguidores, que trataram logo de responder à sua postagem, que foi feita no Instagram. “Triste mas é realidade, vc me represente [sic]”, disse um dos fãs do namorado de Fátima Bernardes. “Sou mais triste porque dedam poder a ele”, lamentou um outro internauta.

E já que o assunto é Bolsonaro, a cantora Fafá de Belém resolveu revelar detalhes sobre seus posicionamentos políticos em entrevista concedida à revista VEJA publicada recentemente. Ela afirmou que não votou no atual presidente, Jair Bolsonaro, e nem no candidato da oposição, Fernando Haddad, do PT. Fafá admitiu que já chegou a apoiar o Partido dos Trabalhadores, mas que se decepcionou com os inúmeros escândalos de corrupção nos governos petistas.

Após regravar uma música de Fagner, a cantora admitiu que a música tem algo a dizer sobre o Brasil de hoje. “Ela se conecta muito com o tempo atual, em que as pessoas defendem bandeiras sem saber direito o que significam e cobram um posicionamento dos outros. Fiquei quieta durante o impeachment da Dilma (Rousseff) e o governo do (Michel) Temer, apesar de ter sido cobrada pela direita e pela esquerda. E vou continuar na minha agora”, contou Fafá de Belém.

+Faustão quebra o protocolo canta música de Zezé e Luciano ao vivo no Domingão; assista

Questionada em quem votou na última eleição presidencial, no ano passado, Fafá de Belém frustrou os admiradores de Jair Bolsonaro que achavam que ele havia sido a sua opção e ainda classificou como “pecado” o voto no presidente. Mas não ache que ela foi no caminho oposto da polarização e votou no outro candidato. “Muita gente acha que votei no Bolsonaro. Esse pecado eu não cometi. Justifiquei meu voto, porque estava em Belém e moro em São Paulo”, declarou a cantora.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

Sobre o autor

Fernando Nascimento

Escreve sobre televisão desde 2013.

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics