Agora

Agora

Martelo batido: Valor do NOVO salário mínimo acaba de explodir com nova lei anunciada aos trabalhadores

Novo salário mínimo ajudará trabalhadores (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Trabalhadores que recebem um salário mínimo terão a oportunidade de receberem um valor ainda maior em 2024

Brasileiros que recebem um salário mínimo podem ter uma novidade a partir do próximo ano. A discussão sobre um aumento no valor já está em discussão e pode ajudar milhões de trabalhadores.

De acordo com o Uol, a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet (MDB), anunciou a proposta do governo para o salário mínimo de 2024, que está fixada em R$ 1.421.

Essa proposta entrará em vigor no próximo ano, caso haja a aprovação. O aumento será de R$ 101 em relação ao valor que os trabalhadores recebem atualmente, que é de R$ 1.320.

Simone Tebet confirmou a proposta durante coletiva de imprensa ao lado do ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT). Os ministros também discutiram o Orçamento de 2024, que já foi encaminhado ao Congresso Nacional.

MUDANÇAS IMPORTANTES

O novo salário mínimo pode ter um acréscimo de 7,7% em relação ao início de 2023, quando era de R$ 1.302. Vale ressaltar que a expectativa da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) era de um salário mínimo de R$ 1.389 para 2024.

Veja também

Fachada do ministério da Fazenda (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Fachada do ministério da Fazenda (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Foi o presidente Lula (PT) quem sancionou uma lei que implementou uma nova política para aumentar o valor real do salário mínimo a cada ano.

Outro ponto importante é que a valorização acima da inflação deixou de existir durante o governo Bolsonaro. Com Lula, a intenção é acompanhar o valor de acordo com a inflação.

O NOVO SALÁRIO MÍNIMO ENTRARÁ EM VIGOR?

De acordo com a Agência Câmara de Notícias, o novo valor do salário mínimo é uma projeção porque ainda depende da variação anual do INPC até novembro acrescido do crescimento do PIB em 2022, que foi de 2,9%.

Segundo os técnicos do ministério da Fazenda, não há previsão de reajuste no projeto para a tabela do Imposto de Renda e para os benefícios do Bolsa Família.

Ministros Haddad e Simone Tebet e o líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (Foto: Washington Costa/MPO)
Ministros Haddad e Simone Tebet e o líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (Foto: Washington Costa/MPO)