Celebridades

Veja 9 famosos que vivem com HIV e você provavelmente não sabia

hiv aids vírus
Jack Mackenroth vive com HIV desde os anos 1990 (Reprodução: Instagram)

Quando o vírus HIV foi descoberto pela primeira vez no começo dos anos 1980, o mundo ainda não tinha certeza do quão perigosa essa doença seria para o homem moderno. Desde então, a AIDS, que é o estágio avançado do vírus quando não tratado, provocou a morte de mais de 36 milhões de pessoas nos últimos 30 anos. Entre as vítimas fatais estão algumas grandes personalidades da música, da televisão, do cinema e do teatro que faleceram nos primórdios da doença, quando o tratamento ainda era precário, e a medicina não tinha formas de combater o vírus.

Hoje em dia, ao contrário do que era no passado, ser portador do vírus HIV não é mais sinônimo de morte. Os avanços no campo da medicina e a descoberta de novos antirretrovirais capazes de conter o avanço da doença quase que em sua totalidade, não apenas prolonga a vida do soropositivo, como também lhe garante qualidade de vida.

+Famoso ator revela que colegas estão fazendo cirurgia para aumentar o tamanho do pênis

+ Ana Paula Renault e Nadja Pessoa protagonizam barraco e vários xingamentos: ‘Maluca, surtada’

+Fátima Bernardes detona ministro de Bolsonaro ao vivo na Globo e repercute drogas no avião da presidência

O avanço tem sido tão significativo que hoje uma pessoa soropositiva que mantém o tratamento em dia fica na condição de indectável, sendo incapaz de transmitir o vírus a outra pessoa – o feito já foi comprovado cientificamente.

Nesse sentido, houve uma queda significativa no número de mortes provocadas pela Aids (à exceção dos países da África Subsaariana, onde o número de óbitos ainda é alto).

Nos últimos anos, aliás, o mundo tem visto, embora de maneira ainda bastante singela, um pequeno número de famosos que assumiram publicamente sua convivência com o HIV, com alguns se tornando militantes da causa, a exemplo do ex-jogador de basquete norte-americano Magic Johnson, um dos maiores atletas da história da NBA – liga profissional de basquete dos Estados Unidos.

Abaixo, confira uma lista feita pelo TV Foco com personalidades vivas que assumiram ter o vírus HIV.

Conchita Wurst

Em abril de 2018, a drag queen Conchita Wurst assumiu publicamente ser portadora do agente causador da Aids após sofrer ameaças de um antigo parceiro que, após o término da relação, passou a fazer chantagem para não revelar sua condição sorológica. Por conta disso, a cantora decidiu ela mesma tornar o fato de conhecimento de todos.

Charlie Sheen

Outro grande nome da televisão mundial que sofreu chantagem em decorrência de ser portador do HIV, e que por isso decidiu tornar a questão um fato público, foi o ator estadunidense Charlie Sheen, que expôs ao mundo a notícia em 2015, durante participação em um programa de TV.

Magic Johnson

Um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Magic Johnson revelou sua sorologia positiva para o vírus causador da Aids em 1991 e surpreendeu, na época, por quebrar paradigmas associados à doença: ele é heterossexual. Até os hoje, ele é uma das principais vozes da militância entre os famosos.

Jerry Herman

Jerry Herman, famoso compositor da Broadway, responsável pelas trilhas de “Olá, Dolly” e “Gaiola das Loucas”, descobriu portar HIV em 1984, mas, ao contrário da maioria das pessoas diagnosticadas com o vírus naquela época, o famoso sobreviveu à doença, continua vivo até hoje graças à eficácia do tratamento.

Andy Bell

Andy Bell, membro da dupla pop Erasure, revelou ser HIV positivo em 2004, seis anos depois de ter recebido o diagnóstico.

Greg Louganis

O bicampeão olímpico Greg Louganis tornou pública sua sorologia positiva para o agente causador da Aids em 1995. Atualmente, ele é ativista dos direitos LGBTs, bem como das causas do HIV.

Jack Mackenroth

Jack Mackenroth, famoso por ter participado do reality show Project Runaway, é portador do HIV desde 1990 e costuma falar abertamente sobre o assunto nas redes sociais – nessas plataformas, aliás, o artista costuma exibir seu corpo musculoso, contrariando os estereótipos que ainda rondam a doença, e arremetem aos primórdia da epidemia.

Chuck Panozzo

Chuck Panozzo é fundador da banda de rock progressivo Styx. Ele se assumiu na condição de soropositivo em 2001. Atualmente com 70 anos, ele segue em plena forma.

Holly Johnson

Ex líder da banda dos anos 1980 Frankie Goes to Hollywood, Holly Johnson vive com HIV desde 1991. Hoje, aos 59 anos, ele está com o vírus controlado.

MORTOS

Infelizmente, a Aids também acabou vitimando grandes nomes da arte mundial. No Brasil, por exemplo, a doença ceifou, de forma precoce, a vida de dois grandes ídolos da música nacional: Cazuza e Renato Russo. No mundo, outra grande perda foi do lendário Freddie Mercury, líder da banda Queen – a história do artista recentemente foi contadas nos cinemas, e abocanhou alguns Oscar.

Outros grandes nomes que morreram após o diagnóstico do HIV foram o galã de Hollywood Rock Hudson, do filme “Como anda a Humanidade”, o astro de “Psicose”Anthony Perkins; um dos maiores filósofos contemporâneos Michel Foucault; o escritor e jornalista Caio Fernando Abreu, um dos expoentes da literatura brasileira da segunda metade do século XX; o ator Lauro Corona, que chegou a contracenar ao lado da atriz Gloria Pires na novela “Dancin’ Days”.

Apontada como uma das mulheres mais bonita do país nos anos 1970 e 1980, a atriz Sandra Bréa morreu em decorrência da Aids em 2000. Uma das principais estrelas da TV Globo na década de 1990, Cláudia Magno morreu em 1994, quando estava no ar na novela “Sonho Meu” – seu principal trabalho foi o filme “Presença de Marina”, em 1988.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics