eita

4 bilhões, adeus à Coca-Cola e fusão com a Heineken: A venda colossal de uma das bebidas mais amadas do Brasil


Coca - Cola - Heineken - Montagem TVFOCO

Tudo sobre a venda com adeus à Coca-Cola e fusão com a Heineken

Quando se trata das bebidas que estão presente na mesa de grande parte dos brasileiros, o assunto deste domingo (7), aborda duas gigantes neste ramo que tanto cresce. A Coca-Cola e a Heineken.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Dito isso, com direito a 4 bilhões na mesa, o TV Foco relembra aos seus leitores sobre a venda colossal de uma das bebidas mais amadas do Brasil que até hoje, sem dúvidas, muitos nem fazem ideia.

De acordo com informações do portal Folha de São Paulo, em nota divulgada em 2002, a cervejaria canadense Molson comprou 100% da Kaiser na época, que pertencia a Coca-Cola e era a segunda maior cervejaria brasileira, por US$ 765 milhões.

Para quem não sabe, os antigos donos da Kaiser eram a Coca-Cola (10,3%), a Heineken (14,2%) e uma rede de pequenos distribuidores e engarrafadores da Coca-Cola no Brasil (75,5%).

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Sendo assim, na época, com a aquisição, a Molson, que já comercializava a marca Bavaria, aumentou sua participação no mercado brasileiro de cervejas de 3,1% para 17,8%. A Molson acabou se tornando então a segunda maior do Brasil, ultrapassando a Schincariol (9% do mercado).

Veja também

Ainda segundo o que foi informado pela fonte, o acordo entre as duas cervejarias estrangeiras também incluiu a utilização da rede de distribuição com a Coca-Cola por 10 anos. A Molson também passou a ter direito, na época, para produzir a Heineken no Brasil.

“Esta transação reforça o compromisso contínuo da Molson no Brasil”, disse o presidente e chefe-executivo da Molson, Dan O’Neill.

Ele também considerou “atrativo” o preço pago pela Kaiser (US$ 765 milhões), que correspondeu a 12 vezes a geração de caixa anual da empresa.

“(O preço) É bastante atrativo, especialmente considerando o potencial de crescimento do mercado brasileiro e as potenciais sinergias (com a Bavaria). A transação faz a Molson um competidor forte e cria um mercado de cervejas mais competitivo no Brasil”, disse O’Neill.

Já para a Kaiser, o negócio acabou visando o crescimento da marca: “Em 2001, registramos 23% de crescimento nas vendas, atingindo um faturamento de R$ 1,6 bilhão. A Kaiser consolidou-se como a terceira no mercado. Esta é, sem dúvida, a parceria estratégica que nós estávamos buscando para atingir mais rapidamente nosso objetivo de fazer da Kaiser a segunda marca de cerveja mais consumida no Brasil”, destacou Augusto Parada, diretor-superintendente da Cervejarias Kaiser.

Por fim, é importante salientar que a Molson sempre foi uma grande cervejaria canadense, foi fundada em 1786 e é a marca de cerveja mais antiga da América do Norte.

Quais são as marcas de cerveja da Coca-cola?

O portfólio da empresa composto é pelas marcas Coca-Cola (Original e Sem açúcar), Fanta, Sprite, Schweppes, Chás Leão, Sucos Del Valle, Ades.

Além de, Monster, Burn, Powerade, I9, cervejas como Therezópolis, Eisenbahn, Sol, Kaiser, Bavaria, Tiger, Estrella Galicia e a Água mineral Crystal.

🚨 Celso, Patrícia e Rebeca em novo programa + Domingão em 2 partes cancelado + Demissão no SBT        

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Eu sou Bianca Rayla, Administradora por formação, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte- UFRN e Redatora Web por amor e vocação. Apaixonada por cobrir o mundo das celebridades desde 2018, já passei por diversos sites do mundo do entretenimento. Apaixonada por música sertaneja e uma boa fofoca, faço matérias diariamente sobre os mais diversos assuntos, com foco nos artistas da Globo , os quais tenho grande admiração. Meu e-mail é: bianca.rayla@otvfoco.com.br Minhas redes sociais são: