Celebridades

Celebridades

Wagner Moura e José Padilha cortam relações por causa de política: “Nos afastamos”

Wagner Moura e José Padilha cortam relações (Foto: Reprodução)

Wagner Moura e José Padilha cortam relações por causa de política: “Nos afastamos”

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Wagner Moura deu alguns detalhes sobre sua relação com o companheiro de elenco em “Tropa de Elite” e “Tropa de Elite 2”, José Padilha. Os dois não compactuam dos mesmos posicionamentos políticos e chegaram a trocar duras mensagens ao debaterem sobre o governo.

Wagner Moura relata que sua relação com o colega de elenco hoje é mínima. Após os intensos bate-boca, o ator revelou que ambos cortaram relações. O famoso, no entanto, nega que tenha brigado com José Padilha. “Nós nunca brigamos, nós nos afastamos. Trocamos mensagens duras, sobretudo em relação ao [juíz Sergio] Moro na época do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Sempre vi o Moro como uma figura desprovida de qualidades. Acho que hoje está provado que ele foi parcial no julgamento do Lula. A perseguição ao PT era óbvia“, disse.

Wagner Moura relatou que o afastamento aconteceu de forma natural, mas que a amizade entre ele e José Padilha continua. “Não deixei a polarização política que tomou conta do país atrapalhar a minha amizade com o Padilha. Simplesmente, paramos de trocar mensagens em determinado momento”, pontuou o ator.

ATOR ACUSA GOVERNO DE CENSURA

Diretor do filme Marighella, protagonizado por Seu Jorge, Wagner Moura criticou o governo de Jair Bolsonaro, acusando diretamente seu governo de promover a censura e a destruição da Ancine.

Durante uma transmissão do filme no African Diaspora International Film Festival, Wagner Moura trocou algumas palavras sobre o filme e sobre o atual momento da política brasileira em relação à arte. De acordo com a Folha de S.Paulo, o público estava ansioso para saber as dificuldades enfrentadas pelo filme para ser lançado.

Veja também

“Eu não gosto de falar do ‘Marighella’ como um caso isolado: todo o universo da cultura, no Brasil, está basicamente destruído. A Ancine está destruída. Acabada. Game over. E esse é o jeito que eles fazem hoje: a censura não é como a da ditadura militar, que dizia ‘isso é proibido'”, disse o ator.

“Hoje eles infiltram pessoas nessas agências, e elas tornam tudo impossível de acontecer. Foi isso que fizeram com ‘Marighella’. Eles acharam uma forma de tornar o lançamento impossível do ponto de vista burocrático. Mas nós iremos achar um jeito”, prosseguiu o diretor de Marighella, que foi aplaudido pelo público presente. O ator prosseguiu detonando o atual governo em relação à cultura.

VÍDEO YOUTUBE: Expulsão no Power Couple: Agressão, barraco e dedo na cara com segurança na Record

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários