William Bonner

William Bonner

William Bonner abre Jornal Nacional às pressas, fala absurdos, bate na bancada e detona: “Vagabundo”

William Bonner nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
William Bonner nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
William Bonner durante o Jornal Nacional (Foto: Reprodução / Globo)
William Bonner durante o Jornal Nacional (Foto: Reprodução / Globo)

O jornalista abriu o jornal falando sobre a prisão do parlamentar bolsonarista

William Bonner, editor-chefe do Jornal Nacional, foi responsável por abrir o boletim noturno desta quinta-feira (18) com uma absurda notícia. Se trata de mais um episódio na prisão do deputado Daniel Silveira, do PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro. Com a mão batendo na bancada, o jornalista introduziu a matéria que denunciava o caso do político.

+Ana Maria explode com anúncio oficial na Globo e Fátima perde, após exigir saída do Encontro: Audiências 18/02

+Karol Conká surta com vitória de Sarah e inventa fala que nunca existiu no BBB21: “Ela deu a palavra dela para mim”

+Belo cospe na cara da Globo, após escândalo de prisão, Fantástico é menosprezado e Record é convocada às pressas

Acontece que Daniel participou de uma audiência de custódia para definir se seguiria preso ou não. “Depois de uma audiência de custódia do juiz auxiliar do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Morais se manteve a prisão do deputado Daniel Silveira.”, começou William Bonner.

Veja também

William Bonner nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
William Bonner nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)

Para quem não sabe, o parlamentar está preso por conta de um vídeo feito defendendo a destituição dos ministros do STF, elogiando a medida que endureceu a ditadura militar, no fim da década de 1960.

A matéria apresentada por William Bonner deu mais detalhes do caso do bolsonarista e também falou que a audiência foi realizada online, devido à pandemia da Covid-19. O responsável foi o auxiliar de Alexandre de Morais, juiz Airton Vieira, que decidiu manter o deputado em cárcere privado, por crime inafiançável.

Além disso, a reportagem exibiu uma ironia na vida do deputado, já que ele chamou de vagabundo pessoas envolvidas com audiência de custódia, em uma de suas publicações. “Qualquer juiz, defensor, promotor, parlamentar, ou seja lá quem for que defenda audiência de custódia é vagabundo e merece ser tratado como tal”, escreveu Daniel.

VÍDEO YOUTUBE: Faustão é cortado na Band e produção tem demissão em massa

Assuntos

Quem escreve

Bianca Santos

Bianca respira comunicação desde os 15 anos e se tornou uma radialista especializada em redação. É apaixonada por escrever sobre o mundo das celebridades e busca informar o leitor sem deixar a descontração de lado.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários