Globo

Globo

1,3 bilhões: Globo sofre com rombo histórico e recebe o pior após assinar maior contrato da história

Globo
Sede da Globo no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

O chefão de finanças da Globo admitiu que enxerga a Copa do Mundo com preocupação por conta dos altos gastos

Desde que adotou uma política mais conservadora com relação aos seus gastos, a Globo tem se livrado de estrelas com altos salários e até de competições esportivas exorbitantes, no entanto, após divulgar um prejuízo milionário, mesmo com uma boa receita, a emissora tem um grande desafio no segundo semestre.

De acordo com o Notícias da TV, apesar de ter arrecadado cerca 1,3 bilhões no primeiro trimestre, a emissora carioca ainda teve um rombo de 173 milhões, muito por conta do investimento em direitos esportivos, o que acendeu um sinal de alerta para os gastos que vão envolver a Copa do Mundo, que vai acontecer em novembro no Catar.

Para garantir os direitos com exclusividade do torneio, a Globo assinou um dos seus maiores contratos da história com a Fifa, entidade que organiza o torneio. A emissora desembolsou cerca 90 milhões de dólares (500 milhões de reais) ao renegociar um antiga dívida e para manter o bom relacionamento entre as partes.

No entanto, em entrevista concedida a Gulherme Ravache, do Notícias da TV, Manuel Belmar, diretor de finanças da Globo admitiu que a realização da copa no final do ano pode implicar em um cenário pior para a emissora carioca.

“Devemos ter um aumento de despesas com futebol no segundo trimestre, mas também crescem as receitas. Nossa grande preocupação é com o último trimestre e a Copa do Mundo de futebol. Quando compramos a Copa, que é um direito muito caro jamais sonhamos que ela seria no Catar e em novembro. A expectativa era ser em junho”, disse o executivo da Globo.

Veja também

Renata Vasconcellos e Galvão Bueno no estúdio da Globo na Copa da Rússia (Foto: Reprodução/Globo)
Renata Vasconcellos e Galvão Bueno no estúdio da Globo na Copa da Rússia; Copa do Catar também terá o tradicional “Estúdio de vidro” (Foto: Reprodução/Globo)

O último trimestre é um mês que tradicionalmente já existem muita publicidade, então há risco da Copa rivalizar com outras campanhas publicitárias de final de ano. Isso pode reduzir a receita geral. Mas podemos ter uma campanha muito boa da Seleção Brasileira e estamos trabalhando com os anunciantes. Fora isso, a expectativa é de um ano positivo. Existe ainda uma chance de algum revés desconhecido da guerra na Ucrânia, uma espiral inflacionária, além do quadro político”, pontuou Belmar, demonstrando otimismo.

Mesmo com o cenário favorável, é importante ressaltar que, atualmente, em 2022, a Globo tem dois grandes investimentos: a novela Pantanal e a Copa do Mundo do Qatar. Caso a dupla não conquiste o resultado desejado, a emissora pode ficar novamente no vermelho pelo terceiro ano consecutivo.

VÍDEO YOUTUBE: Reviravolta! Ana Maria é cortada na Globo + Fim do SBT com baixa audiência

Assuntos

Globo

Quem escreve

Erick Martins

Recém formado em jornalismo, costumo escrever sobre programação de TV, esportes, bastidores e tudo que engloba o mundo dos famosos de maneira leve e direta.

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários