Agora

Agora

EXTINÇÃO: Os 5 refrigerantes amados pelos brasileiros que sumiram para sempre dos mercados

Refrigerantes amados foram extintos dos supermercados e fazem muita falta até hoje (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)
Refrigerantes amados foram extintos dos supermercados e fazem muita falta até hoje (Foto Reprodução/Montagem/Tv Foco)

Esses 5 refrigerantes, que marcaram gerações, foram extintos das prateleiras dos mercados e acabaram deixando muita saudade

Coloridos, atraentes e refrescantes, os refrigerantes sempre estiveram presentes nas principais comemorações dos brasileiros. Não importa a festa ou evento que está rolando, eles estão sempre fazendo a alegria da galera.

Podemos até dizer que eles são figurinhas carimbadas das geladeiras da maioria dos lares brasileiros.  

Entre tantas opções existentes no mercado, existem sempre aquelas marcas que acabam ficando na lista das favoritas. A Coca-Cola e o Guaraná Antártica que o digam! De longe eles estão sempre à frente nas escolhas.

Os refrigerantes estão presentes em todo tipo de evento ou festa se tornando item quase que indispensável (Foto Reprodução/Freepik)
Os refrigerantes estão presentes em todo tipo de evento ou festa se tornando item quase que indispensável (Foto Reprodução/Freepik)

Porém, vocês sabiam que existem 5 marcas de refrigerante, que continuam na lembrança de muitos porém bem longe das prateleiras dos mercados? Pois é, chega a ser inacreditável, mas é sobre eles que iremos falar hoje.

Sendo assim, preparem o coração pois a “nostalgia” irá bater bem forte!

Veja também

Fanta Limão

Introduzida no mercado nacional em 1978, a Fanta Limão só parou de ser fabricada em 1984, ano em que a Sprite, que já era vendida fora do Brasil, começou a ser fabricada aqui.

Fanta Limão (Foto Reprodução/ Fizzy, Bottle)
Fanta Limão (Foto Reprodução/ Fizzy, Bottle)

Guaraná Taí

O Guaraná Taí parou de ser vendido em grande parte do país, quando a Coca-Cola começou a fazer o Kuat, “legítimo guaraná da Amazônia”, como dizia a propaganda na época.

Guaraná Taí em lata do ano de 1995 (Foto Reprodução/Internet)
Guaraná Taí em lata do ano de 1995 (Foto Reprodução/Internet)

Guaraná e Limão Brahma

Lançados na década de 80, tanto o guaraná quanto a soda limonada da Brahma, conhecida como Limão Brahma, foram ícones da década.

Sua produção foi interrompida no início de 2001, depois da fusão da Antarctica com a Brahma, formando a AmBev, já que os produtos similares da Antarctica tinham melhor aceitação.

Refrigerantes Brahma (Foto Reprodução/Internet)
Refrigerantes Brahma (Foto Reprodução/Internet)

Guaraná Skol

Esse é do tempo da vovó! Conhecido como o primeiro refrigerante em lata vendido no Brasil, ele foi lançado em 1975.

Mas para beber o liquido, não era como as latinhas de hoje que abrem com um simples clique de lacre, naquela época, era necessário o uso de um abridor de latas.

Quando a Brahma adquiriu a Skol, o refrigerante foi modernizado e surgiram novos sabores, mas sua fabricação foi interrompida em 1989.

Lata antiga da Guaraná Skol (Foto Reprodução/Internet)
Lata antiga da Guaraná Skol (Foto Reprodução/Internet)

Crush

Esse charmosinho refrigerante de laranja chamado Crush, era uma alternativa à Fanta nos anos 70, com um sabor bem mais forte e uma coloração laranja-avermelhada.

Com o tempo, a marca sumiu do mercado, mas foi revitalizada no Nordeste do Brasil por uma subsidiária da Coca-Cola, que vende a Crush nos sabores caju e guaraná.

Refrigerante Crush (Foto Reprodução/Internet)
Refrigerante Crush (Foto Reprodução/Internet)

Qual é o refrigerante mais vendido no Brasil?

De acordo com um levantamento feito pelo Mercado Livre, o ranking dos refrigerantes mais vendidos segue abaixo:

1. Coca-Cola

2. Fanta

3. Guaraná Antarctica

4. Pepsi

5. Wewi

 

🚨 Casa de Vidro no BBB24? + Fãs de Davi pedem a expulsão de Yasmin Brunet + Jojo recebe convite de Bolsonaro 

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Quem escreve

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.