CHOCANTE!

Risco de morte e banidos do Assaí, Pão de Açúcar e+: Sal e mais 9 marcas de azeite são proibidos pela ANVISA


Sal, Azeite e Anvisa (Fotos: Reproduções / Canva / Marcelo Camargo)

Anvisa decreta proibições envolvendo azeites e até sal

No ano de 2020, a Anvisa determinou a proibição de 9 marcas de azeites. Já no ano de 2022, a agência realizou uma nova medida envolvendo o sal de todas as marcas.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Nesta quarta-feira, 15, iremos relembrar os casos envolvendo os dois alimentos mais utilizados dentro de casa.

Primeiramente, iremos recordar as nove marcas de azeites que são proibidas em todos os mercados pela Anvisa.

O azeite é um dos produtos mais utilizados nos preparos das mais diversificadas comidas, desde carne, ovo, salada e outras.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Desse modo, os consumidores devem ter extremo cuidado com os produtos que utilizam, uma vez que devem seguir as normas da Anvisa para não trazer risco à saúde.

Veja também

Em novembro de 2020,o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento emitiu um alerta para Associação Brasileira de Supermercados.

Isso porque, o Mapa investigava 9 marcas de produto falsos e declarados como azeite de oliva extra virgem.

De acordo com o portal oficial do Governo, a investigação ocorreu com a Polícia Civil do Espírito Santo, por meio da Delegacia de Defesa do Consumidor.

Na época, os produtos eram vendidos como azeite de oliva extra virgem, mas na verdade eram óleo de soja.

Hugo Caruso, coordenador-geral de Qualidade Vegetal da Secretaria de Defesa Agropecuária, reforça que não é permitido vender azeites com forma de óleo de soja.

“A adulteração e falsificação de azeite de oliva não se trata exclusivamente de fraude ao consumidor, mas de crime contra a saúde pública”, disse o coordenador.

As marcas sob investigação, que seriam rótulos fictícios, são: Casalberto, Conde de Torres, Donana (Premium), Flor de Espanha, La Valenciana, Porto Valência, Serra das Oliveiras, Serra de Montejunto e Torezani (Premium).

Vale lembrar que os azeites falsificados são proibidos em qualquer mercados, como Assaí, Pão de Açúcar e outros, até os dias atuais.

RICOS Á SAÚDE

As marcas, supostamente importadas, produziam azeites e rótulos falsos para vender no mercado nacional.

O consumo de azeite de oliva adulterado pode representar riscos para qualquer pessoa, independentemente da idade ou de condições específicas de saúde.

Como os produtos não eram fiscalizados, poderiam haver substâncias químicas perigosas, que podem levar até a morte.

De acordo com o portal 100 fronteiras, alguns dos ricos são doenças cardiovasculares, câncer, doenças neurodegenerativas e inflamatórias.

Azeites (Foto: Reprodução / Freepik)
Azeites (Foto: Reprodução / Freepik)

SAL

No ano de 2022, a Anvisa determinou que o sal destinado ao consumo humano deve conter iodo na proporção de 15 a 45 mg de iodo a cada quilo de produto.

A adição obrigatória do iodo no sal teve início no país na década de 50 para prevenir a deficiência do nutriente.

A deficiência que pode provocar problemas na tireoide, como o bócio, e afetar o desenvolvimento físico e intelectual de crianças, de acordo com o portal O Globo.

Desse modo, a agência pode proibir a venda do sal – de qualquer marca – que não siga as regras da proporção do iodo, no mínimo 15g e máximo de 45g.

EXEMPLOS

Por exemplo, em julho de 2023, a Anvisa determinou a retirada de sal da marca Carrefour por não seguir as regras da proporção do iodo.

De acordo com o portal O Globo, o produto foi proibido depois de um laudo de análise do Instituto Adolfo Lutz – o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Estado de São Paulo.

A analise apresentou “resultado insatisfatório para o teor de iodo (abaixo do limite estabelecido)” no lote, que não alcançou o mínimo de iodo de 15 g.

Em nota, o Carrefour disse que realiza análises recorrentes de todos os produtos da marca própria e que o lote citado, durante inspeção em maio deste ano, não havia apresentado um teor inadequado de iodo.

“Na ocasião, as amostras analisadas estavam dentro dos parâmetros estabelecidos pela Anvisa. Reforçamos que solicitamos imediatamente a retirada do produto do lote 22992 em todas as lojas que o mesmo encontra-se disponível e que estamos em contato com o fornecedor para apurar o fato”, disse a empresa.

Porém, vale lembrar que a medida ocorreu apenas no lote 22992. O sal do Carrefour ainda é comercializado e segue as normas da Anvisa.

Outro exemplo ocorreu no dia 27 de setembro de 2023, com o lote SGH 22607, do produto Sal Rosa do Himalaia, marca Lina, da empresa Peralta Distribuidora de Alimentos Ltda, segundo o portal oficial da Vigilância Sanitária de Santa Catarina.

A medida foi motivada considerando o Laudo de Análise Fiscal Definitivo nº 169.1P.0/2022, emitido pelo Instituto Adolfo Lutz, Laboratório Central do Estado de São Paulo, com resultado insatisfatório para o teor de iodo, que por sua vez, se encontrou abaixo do mínimo estabelecido.

Na época, a marca não se pronunciou sobre o lote afetado. Porém, assim como o Carrefour, a marca segue no mercado com a aprovação da Anvisa.

Sal (Foto: Reprodução / Canva)
Sal (Foto: Reprodução / Canva)

POR QUE O CARREFOUR É UMA ÓTIMA EMPRESA?

E por falar nas principais marcas do país, o Carrefour tornou-se um dos principais mercados para os brasileiros.

Fundada em 1959, em Annecy, na França, a empresa chegou no Brasil no ano de 1975 como o primeiro hipermercado da história do país e tornou-se inspiração para que outras marcas surgissem.

No país, a marca possuí papel fundamental ao proporcionar alimentos de qualidade para a população, além de preços baixos.

Além de estar presente no dia a dia dos consumidores, a empresa também ajuda a estimular a economia com a criação de empregos.

Hoje em dia, a rede conta com aproximadamente 500 unidades em todos os estados e o Distrito Federal, empregando mais de 70 mil pessoas, segundo o site oficial da marca.

Carrefour (Foto: Reprodução/ Internet)
Carrefour (Foto: Reprodução/ Internet)

O QUE A ANVISA FAZ?

No Brasil, a ANVISA é responsável por criar normas e regulamentos para fiscalizar e aprovar os produtos para o consumo.

Além disso, a agência também executa as atividades de controle sanitário e fiscalização em portos, aeroportos e fronteiras.

🚨 Davi assume uso de dinheiro doado ao RS + Globo crava desfecho do campeão + Dona Déa é DETONADA         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Eu sou Giovana Misson, jornalista por formação pela Universidade Mackenzie de São Paulo. Criadora de conteúdo digital e redatora sobre o mundo das celebridades desde 2019. Já trabalhei em assessoria de imprensa, local em que cuidei de marcas de peso e por redações focadas no entretenimento. Sou apaixonada por moda, beleza, música, séries e nunca perco uma fofoca. Faço matérias focadas em programas de televisão e sobre o cotidiano dos famosos, fato curioso é que sou muito fã de Virgínia Fonseca Email: giovana.misson@otvfoco.com.br