Celebridades

Celebridades

Andréa Beltrão expõe grave doença de aneurisma e busca ajuda desesperadora em grupo para vencer vício

Andréa Beltrão (Foto: Divulgação/TV Globo)
Andréa Beltrão (Foto: Divulgação/TV Globo)

De acordo com atriz, irmão era sua vida

Considerada um dos grandes talentos da dramaturgia, Andréa Beltrão brilhou durante o “Um Lugar Ao Sol”, da Globo. Durante uma entrevista, ela contou sobre sua experiência com o grupo de apoio dos Narcóticos Anônimos.

Em suma, a atriz lida com o álcool e frequenta o grupo para entender a sua personalidade.

Além disso, a artista relembrou a morte do irmão, o que, segundo ela, foi a causa do início da dependência.

“Falei tudo cedo. Queria que tivessem uma informação de mim, que passei por isso e conheço todas. Ainda frequento o Narcóticos Anônimos, voltei há três anos”, contou Andréa Beltrão ao “Jornal Extra”.

Por conta do grupo de apoio, a atriz recebe a ajuda necessária e confessou que tem ânsia para aproveitar a vida ao máximo.

Veja também

“Me ajudou muito. Minha análise também tratou desse assunto. Sou exagerada. Quero chupar a vida até o caroço, viver muito. Isso é bom e, às vezes, atrapalha. No caso do álcool, começou a ficar pesado o meu dia seguinte”, disse a famosa.

De acordo com a atriz, a primeira vez que teve contato com um grupo de apoio foi na época em que seu irmão morreu.

“A global contou como foi parar no grupo para dependentes. “A primeira vez que fui, tinha 20 e poucos e fiquei anos. Muitas coisas aconteceram, meu irmão morreu, minha avó”, afirmou a artista.

BEBIDAS EXPOSTAS

Desse modo, Andréa Beltrão voltou a beber com frequência. “Voltei (a beber) socialmente, mas com minha voracidade não dá. Agora, estou muito bem. Não preciso de nada”, disse ela.

Na sequência, a atriz confirmou que está bem: “Fico legal em qualquer situação, vou a qualquer lugar, sou a primeira a entrar na pista de dança e a última a sair. A minha questão é só minha, não uso para valorar nem criticar nada nem ninguém. Nem com os meus filhos”. 

ATRIZ FALA SOBRE DOENÇA DE IRMÃO

Além disso, a artista desmoronou ao falar sobre a perda do irmão, uma vez que eram bem próximos.

“Artur era a minha vida, mas era muito mais a da minha mãe. Só quando se tem filhos a gente entende a dimensão disso. Desejei demais esse irmão”, começou a atriz.

Para finalizar, Andréa Beltrão falou sobre a doença cruel do irmão. “Ele teve um aneurisma. Foi quando aprendi o verbo estar. Não há garantias, nada é seguro. Comecei a trabalhar dentro de mim a finitude na carne. Fiquei atenta”, disse ela, que continuou:

“Ele está comigo até hoje, não sai de mim, é meu irmão, tio dos meus filhos. Eles sabem que é uma dor imensa para mim e para a minha mãe. Nunca haverá um apaziguamento desse sofrimento”, finalizou a atriz.

VÍDEO YOUTUBE: Luto! Anne Lottermann, do Faustão, encara a morte de perto

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários