Vendeu

“Eu quero dizer”: Anúncio decisivo de Landim crava sobre nova SAF do Flamengo e real sobre venda do time


Rodolfo Landim e bandeira do flamengo - Foto Reprodução Internet

Anúncio oficial de Rodolfo Landim crava SAF no Rio de Janeiro e venda do mengão

Rodolfo Landim está no seu último ano no comando da Presidência do Flamengo, e para ter uma mudança significativa, ele quer fazer uma mudança enorme na gestão do clube.

Claro que ele pode ser reeleito, mas, pensando na possibilidade de sair do Flamengo, talvez ele queira prevenir más gestões futuras.

Em uma ótima organização financeira, Landim teme que os próximos gestores façam uma má organização e acabem afundando o Flamengo em dívidas.

Por isso a Ideia de vender o clube começou a se tornar viável nesses últimos meses, apesar de não ter ido o projeto para frente.

No final do ano passado, de acordo com informações do GE, reunião do Conselho Deliberativo trouxe à tona mais uma vez a possibilidade da criação de uma SAF no Flamengo.

Veja também

O modelo é visto por Rodolfo Landim como uma saída para financiar o estádio próprio. Ao fim da reunião, o presidente utilizou a trajetória pessoal para justificar por que defende a implementação do modelo no clube.

Empresário consolidado no ramo do petróleo, o presidente utilizou as experiências profissionais para convencer o conselheiro que o questionou. O áudio desta parte final da reunião foi conseguido pelo site Mundo Rubro-Negro.

“Você pode acreditar ou não, mas é uma discussão que eu acho que no futuro poderemos vir a ter com todos os sócios, e a decisão não vai ser minha, não vai ser sua, nós vamos ser dois votos, nós vamos ter todo o Flamengo para poder votar isso e decidir se ele entender que vale a pena. O Flamengo não é nem meu nem seu, o Flamengo é de todos nós que somos sócios proprietários do clube!”, e continuou:

“Você tem que escolher o que você faz. Se você quer ter um estádio e não quer se endividar, você tem que chamar capital. E nada melhor do que chamar capital para o Flamengo no momento, mas não vendendo título a 15 mil reais, e sim captando recurso abrindo share de 500 mil reais por cada valor do título. É só isso que eu quero dizer. A forma de crescer patrimônio não é vender título por 15 mil ou 20 mil reais. É emitindo ações para diluir os sócios, mas mantendo o controle dos sócios, mas por um valor muito maior”, completou.

Durante entrevista a CBN, em março desse ano, Landim citou os modelos de Botafogo, Cruzeiro e Vasco como exemplos que o Flamengo não vai seguir.

Segundo ele, o clube não tem a necessidade de vender o controle do futebol a um outro dono.

Para o mandatário rubro-negro, a SAF no Brasil veio com a missão de “salvar os clubes da falência”. Ainda na visão de Landim, o modelo que o Flamengo poderia seguir é o do Bayern de Munique, vendendo até 25% para atrair recursos para construir o estádio e, ainda assim, continuar “controlando” o futebol.

“O estádio (do Flamengo) sai com ou sem SAF. A discussão é: qual a forma de fazer isso mantendo o controle do futebol? Eu sou um defensor, talvez o maior no Flamengo, que o clube não mantenha a associação desportiva controlando o futebol. As pessoas quando associam a imagem da SAF como solução para salvar os clubes da falência… você vê o Botafogo, Cruzeiro e Vasco vendendo % e perdendo totalmente o controle do futebol. Entendo que o Flamengo não tem a menor razão para isso”, disse Landim, citando o Bayern como exemplo.

QUANTO FOI MILLIONARIOS X FLAMENGO HOJE?

O Flamengo empatou com o Millionários na estreia da Libertadores por 1 a 1 fora de casa, o gol foi marcada por Pedro.

🚨 Chris Flores DEMITIDA + Davi fala sobre notícia de separação + Nova culpada pelo fim de Belo e Gracyanne   

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Prazer, sou Bruno Zanchetta, formado em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. O Jornalismo é a minha vida e está presente nas 24 horas do meu dia.Faço matérias diversas sobre carros luxuosos, veículos impressionantes e até sobre coleções curiosas Email: [email protected]