Emissoras

Emissoras

Apresentador da Jovem Pan briga feio ao vivo, detona e pede morte às câmeras: “Em praça”

Tutinha, CEO e dono da Jovem Pan nos estúdios do canal (Foto: Reprodução)
Tutinha, CEO e dono da Jovem Pan nos estúdios do canal (Foto: Reprodução)

No Jornal da Manhã, o apresentador fez o comentário polêmico e frisou que essa é a solução para resolver o problema na economia

Recém-chegada ao mercado televisivo, a Jovem Pan News tem mostrado força para brigar por audiência com as concorrentes e já começou a viver alguns escândalos, como foi o caso nesta terça-feira, 16, após o comentário de um apresentador do canal.

No decorrer do Jornal da Manhã, um dos principais jornalísticos da emissora, os âncoras José Carlos Bernardi e Amanda Klein falavam da participação do ex-presidente Lula (PT) em um evento no Parlamento Europeu, ocorrido na segunda-feira, 15.

Vale destacar que na ocasião, o político foi muito aplaudido pelos governantes da Europa e o apresentador da Jovem Pan fez questão de estraçalhar o discurso dele. Já Amanda, citou a falta de prestígio internacional de Jair Bolsonaro (sem partido), atual presidente do Brasil.

Logo em seguida, iniciou-se uma pequena discussão dos dois a respeito das atitudes dos governadores internacionais. “A Angela Merkel [chanceler da Alemanha] abriu o país para todo o mundo árabe. As alemãs estão sendo estupradas em praça pública. Este é o país que você defende”, detonou Bernardi para a colega de trabalho.

“Quem dera o Brasil chegar aos pés do desenvolvimento econômico da Alemanha”, frisou Amanda. “É só assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá. Se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico deles, o Brasil enriquece. Foi o que aconteceu com a Alemanha pós-guerra”, detonou o apresentador, sugerindo morte em massa.

Veja também

REPERCUSSÃO

Após a breve troca de farpas, a fala do contratado da Jovem Pan repercutiu e foi repudiada por muita gente, inclusive pela própria Amanda.

“Hoje participei de um debate em que o meu colega fez um comentário antissemita. Na hora, não ouvi direito, ele me interrompia bastante. Quero manifestar meu mais profundo repúdio ao negacionismo histórico e à abjeta associação entre o Holocausto e motivações econômicas. Restringir o genocídio nazista a razões econômicas é uma forma de negar o Holocausto”, desabafou a apresentadora.

Apresentador da Jovem Pan sugere morte em massa ao vivo - Foto: Reprodução
Apresentador da Jovem Pan sugere morte em massa ao vivo – Foto: Reprodução

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários