Bruna Marquezine Celebridades

Bruna Marquezine volta em novela da Globo com papel sobrenatural ao lado de Tony Ramos

Bruna Marquezine e Tony Ramos voltarão na reexibição da novela Mulheres Apaixonadas (Montagem: TV Foco)
Bruna Marquezine e Tony Ramos voltarão na reexibição da novela Mulheres Apaixonadas (Montagem: TV Foco)

Bruna Marquezine, Tony Ramos, Susana Vieira e José Mayer poderão ser vistos em Mulheres Apaixonadas trama que será reexibida em 2020 pelo canal da Globo, Viva.

A atriz Bruna Marquezine voltará para as telas da TV no primeiro semestre do ano que vem. E ainda trará boa companhia: Tony Ramos, José Mayer, Chirstiane Torloni, Camila Pitanga e até Rodrigo Santoro.

+A Dona do Pedaço: Maria da Paz recebe ajuda de personagem secreto para se reerguer das cinzas

+Globo investe pesado em série dramática, Segunda Chamada, que colocará o “dedo na ferida” da educação no Brasil

+Record exibe cenas fortes de sequestro de Van na novela Topíssima e coincide com tragédia da vida real

Mas calma, a novela entrará em cartaz um dos canais do Grupo Globo, o Viva, famoso por trazer folhetins que fizeram sucesso nos anos 80,90 e 2000. Na novela de Manoel Carlos escrita e produzida em 2001, dirigida por Ricardo Waddington, que sempre fez uma ótima parceria com o autor, trazia Chirstiane Torloni como a tradicional Helena e Bruna Marquezine com apenas 06 anos vivendo uma órfã que comoveu todo o Brasil.

Manoel Carlos produziu uma novela recheada de tramas polêmicas que ia desde violência doméstica até romance entre uma mulher e um padre. A exibição de Mulheres Apaixonadas  irá comemorar os 10 anos da emissora. Manoel Carlos é o autor com mais reprises no canal, lá já foram exibidas as produções: Felicidade, Por Amor, História de Amor, Laços de Família. Bruna Marquezine foi uma das grandes revelações da novela e um achado na Globo. A personagem era filha de Fernanda interpretada por Vanessa Gerbelli e Tony Ramos, no entanto depois da morte da personagem de Vanessa, passa a ser criada pela avó, que a maltrata. No entanto antes de acontecer a cena clássica de morte dos personagens de Tony e Vanessa, Bruna Marquezina tinha a visão de um anjo que vinha anunciara morte da mãe, cenas carregadas de emoção que mostrava como Bruna tinha facilidade em chorar diante as câmeras.

Mas não foi só de polêmicas que Mulheres Apaixonadas se firmou na história da teledramaturgia. A novela de Manoel Carlos também trouxe para a discussão temas como a violência contra idosos com a personagem de Regiane Alves que maltratava seu avós interpretado pelos atores falecidos Carmen Silva, Oswaldo Louzada. E a violência contra a mulher através da trama da atriz que interpretou uma personagem forte, Helena Ranaldi que ficou famosa por levar raquetadas do personagem de Dan Stulbach.

Ao todo, Manoel Carlos escreveu histórias para 91 atores, algo que não acontece mais nas tramas atuais. Bruna Marquezine ainda trabalhou com colegas como: Marcello Anthony, Susana Vieira, Paloma Duarte, Cláudio Marzo, Marcos Caruso, Leonardo Miggiorin, Vera Holtz, Natália do Vale, Paulo Figueiredo, Regina Braga, Umberto Magnani e muitos outros. A novela também ficou famosa por trazer a cada final de capítulo um relato de uma telespectadora que contava uma história que tinha relação com acontecimento do dia. Um deles rendeu muita dor de cabeça da Globo, uma senhora relatou como teve seu primeiro orgasmo e o público ficou chocado.

Mulheres Apaixonadas entrará no lugar de O Clone, que estreia em novembro no canal Viva.

Bruna Marquezine com Manoelita Lutosa que faleceu em 2014 em Mulheres Apaixonadas. Foto – divulgação/TV Globo.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIO

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIO

site statistics