ADEUS!

Carne podre, interdição e falência: Açougue popular é barrado às pressas e chega ao fim após escândalo


Açougue popular é barrado às pressas e chega ao fim após escândalo - (Foto: Reprodução / Internet)

Em 8 de dezembro de 2023, a Justiça estabeleceu o fechamento de um açougue famoso, cujo qual era bastante conhecido pelo seus ‘cortes gourmet’. O fim da empresa causou choque em muitos clientes após a Vigilância Sanitária encontrar carne podre no local.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

É fato dizer que a economia no território brasileiro vem vivenciando um momento deliciado. Com a valorização do dólar e consequentemente, o crescimento de taxas de juros, alguns estabelecimentos acabam não conseguindo se adequar as mudanças e tomam medidas que influenciam em pontos negativos e chegam a falência.

Como é o caso da empresa Casa de Carnes Vargas, que precisou fechar suas portas após não conseguir seguir as regras estabelecidas por lei, como o cumprimento da Vigilância Sanitária e demais feitos que acabam prejudicando a vida do consumidor.

A empresa que se localizava em Cuiabá, era especialista na comercialização de peças nobres e acabou acumulando uma dívidas de R$ 2 milhões.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Casa de Carnes Vargas (Reprodução/Facebook)
Casa de Carnes Vargas (Reprodução/Facebook)

O estabelecimento passou por fiscalização em 2023, onde foram encontrados durante a operação cerca de 825kg de carnes deterioradas, incluindo carne bovina, frango e linguiça.

Veja também

Diante dos fatos, a Juíza Anglizey Solivan de Oliveira, da 1ª Vara Cível de Cuiabá, determinou que a Casa de Carnes Varga não apontou capacidade no âmbito financeiro para pagar todas as suas dívidas, segundo o site ‘Folha Max’.

Embora um dos credores tenha ofertado o arredondamento da massa falida para prosseguir com a empresa funcionando, a juíza responsável pelo caso não aceitou, concluindo que essa proposta beneficiaria apenas uma companhia interessada e não os demais credores.

Após o martelo batido, em uma recente decisão, a juíza Anglizey Solivan de Oliveira entendeu que o açougue Casa de Carnes Vargas não possuía recursos para quitação de suas dívidas através de um processo de recuperação judicial, consequentemente, a crise foi decretada após o processo ter sido transformado em falência.

“O comando falencial no tempo é de suma importância à proteção do ativo, por conseguinte, dos direitos e interesses do colégio de credores, e se impõe frente ao descumprimento da norma legal e ausência de viabilidade da atividade econômica”, analisou a magistrada.

Produto da Casa de Carnes Vargas (Foto: Reprodução / Folha do Estado)
Produto da Casa de Carnes Vargas (Foto: Reprodução / Folha do Estado)

Com o fechamento das portas, os bens da empresa foram vendidos para os pagamento do credores e principalmente, o salário para funcionários e tributos federais.

Logo depois, os recursos adquiridos pelas vendas, foram quitadas hipotecas, penhoras, dívidas quirografárias, sócios e acionistas.

Vale ressaltar que com a ação da Vigilância Sanitária, foi revelado que o estabelecimento adquiria carcaças, realizava o processo de desossa e acondicionava as carnes em embalagens com sua própria marca de maneira inapropriada.

Situação atual…

Nos dias atuais, a empresa se encontra fechada após cumprimento judicial que estabeleceu que o Açougue Casa de Carnes Vargas não conseguiria superar a crise econômica que adentrou, além de também descumprir várias regras referentes ao bem estar do consumidor e a postura adequada para permanecer no mercado.

Pronunciamento da empresa

Até o momento não foram encontrados nenhum pronunciamento da Casa de Carnes Varga, sabendo-se apenas que o local encontra-se fechado e sem prosseguimento de suas atividades desde 2023.

Carnes em açougue (Foto: Reprodução / Freepik)
Carnes em açougue (Foto: Reprodução / Freepik)

O que acontece com as dívidas de uma empresa falida?

As dívidas de uma empresa que põe fim as suas atividades por não obter recursos financeiros para mantê-las não são esquecidas e ainda precisam ser quitadas.

A justiça fica responsável por analisar o nome do CNPJ da companhia e observar os bens que possuem, para assim, conseguir fazer com que o estabelecimento pague o que deve.

🚨 Exclusivo: Bia derruba campeões do BBB e Davi 'afunda' + venda da Globo? + Eliana rival de Portiolli         

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Me chamo Taís Araújo. Sou estudante de Engenharia Produção Civil (IFCE). Passei a integrar a equipe do TV Foco em 2023, mas sempre tive uma paixão especial pelos bastidores da TV e notícias das celebridades. Estou sempre antenada nas redes sociais. Escrevo atualmente no site sobre os mais diferentes assuntos, como futebol, famosos e curiosidades no geral. Minhas redes sociais são: