NOVO PROBLEMA

Chocante: INSS pode levar até 16 anos para sair, caso você acabe fazendo isso

30/03/2023 às 19h31

Por: Diego Laureano
Imagem PreCarregada
INSS (Foto: Reprodução / Internet)

Um novo problema vem afetando aos futuros beneficiários do INSS

O Tribunal de Contas da União (TCU) realizou uma auditoria nos recursos apresentados por segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O resultado foi chocante por comprovar falhas nos julgamentos de processos no Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS).

Siga o Tv Foco no Telegram

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Isso ocorre, pois um futuro beneficiário quando vai dar entrada no INSS, acaba tendo o pedido negado, ele resolve entrar com uma ação na Justiça apresentado fatos e argumentos rebatendo a justificativa do benefício ter sido dado improcedente.

SAIBA MAIS! Travessia – Afinal, quem mandou matar Débora? Mistério será solucionado na reta final

A auditoria do TCU foi realizada em processos de 2021, através de dados representando um total de 361,4 mil ações. De acordo com o TCU, para o INSS julgar os 247,7 mil acórdãos pendentes no período, seriam necessários incríveis 16 anos.

Siga o Tv Foco no WhatsApp

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Esse tempo chocante pode causar uma revolta e acabou acumulando após responder 34,1 mil recursos mensais, sendo que acaba entrando mais 48,8 mil novos recurso.

Veja também

O relatório apontado pelo TCU também identificou que os sistemas do INSS acabam ajudando para que os recursos acabem tendo erros, pois ele utiliza robôs na análise inicial de pedidos de benefício.

QUAIS MEDIDAS ESTÃO SENDO TOMADAS?

Aroldo Cedraz, ministro relator acabou defendendo que é necessário o uso de robôs nos relatórios. Porém, ele pontuou que é necessário readequar os algoritmos para impedir novas falhas durante a concessão, deixando com que 60% dos benefícios fossem negados, sem explicações plausíveis sobre as negativas.

“É essencial que algoritmos sejam validados de forma criteriosa, com seus resultados sendo submetidos à revisão humana pelo período necessário para se obter segurança de que não existem falhas detectáveis que possam trazer prejuízo a qualquer das partes”, declarou Aroldo Cedraz.

“Essas fragilidades evidenciam a falta de foco no cidadão como destinatário da política pública previdenciária, uma vez que ficam à mercê de questões burocráticas, financeiras ou corporativistas que afetam a qualidade e a produtividade dos servidores, desestimulando o reconhecimento de direitos legítimos”, conforme consta no relatório.

O Ministério da Previdência não respondeu sobre o relatório até o momento. A Advocacia-Geral da União (AGU), que defende o INSS em ações na Justiça, destacou que ainda não atuou no caso do TCU, mas que tem tomado medidas para reduzir o número de processos.

Uma das medidas adotadas foi não recorrer em 1,9 milhão de processos do INSS na Justiça, no período de junho de 2020 a fevereiro de 2023. Porém, quanto mais falhas continuarem acontecendo, maior será o tempo de resposta.

Novo salário é discutido para ser pago a pensionistas do INSS (Foto: Reprodução)
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) (Foto: Reprodução / Internet)

VAI DEMORAR MUITO?

Afinal, o cidadão que contribuiu com o INSS, precisa do benefício quando chegar no momento certo ou caso tenha que se afastar do trabalho. As negativas sem explicações, contribuem para que eles entrem na Justiça em busca do seus direitos. Porém, é importante destacar que esse tipo de recurso pode demorar muitos anos para uma resposta definitiva.

🚨 Desfecho de Huck na Globo após 24 anos + Estrela do SBT sofre h3morragia + Homem diz ser filho de Chrystian   

Autor(a):

Sou formado em Teatro, Produção Audiovisual e Jornalismo e completamente apaixonado por comunicação. Já atuei em emissoras de TV como Assistente de Produção e Redator em portais de entretenimento. Escrevo sobre televisão e seus bastidores, com responsabilidade, clareza, leveza e muito amor desde 2008. Mas a minha realização profissional está no Departamento de Novelas e Realities, no qual faço parte no TV Foco desde 2022. Além de Redator, atuo como Co-Apresentador das Lives do site no YouTube, às terças e sextas-feiras. Minhas redes sociais são: diego.laureano@otvfoco.com.br

Botão de fechar
Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.