TV Foco

TV Foco

"Conexão Repórter" investiga o submundo dos matadores de aluguel

No “Conexão Repórter” desta segunda (31), o esquema da morte por encomenda. A equipe do jornalístico comandado por Roberto Cabrini descobriu como agem os matadores de aluguel. Pessoas que fazem do assassinato uma profissão. O programa acompanhou passo a passo esses pistoleiros e comprovou a facilidade na contratação de assassinos.

Homens contratados para matar. Tirar vidas humanas. Assassinos de aluguel que lucram com o sofrimento alheio. Frios, calculistas. A pistolagem em sua mais cruel realidade. Eles movimentam seu negócio em qualquer lugar. E contra qualquer tipo de pessoa. Para tentar entender essas mentes assassinas, preocupadas com o lucro, o “Conexão Repórter” viajou aos rincões do Brasil. Lugares esquecidos aos olhos dos governantes. Terra fértil para a pistolagem. Como agem os matadores de aluguel? Na lista de clientes, narcotraficantes.

Veja também

O que move toda essa indústria? Como cumprem suas missões? Quanto cobram pelo serviço sujo? Em tese, aceitam qualquer encomenda. Qualquer um pode ser vítima deles. basta pagar o preço combinado. Falta de valores morais. A certeza da impunidade. Matadores de sangue frios. Vidas interrompidas brutalmente. Lares destruídos.

O “Conexão Repórter” vai ao ar a partir das 23h15, no SBT.

Fonte: Na telinha

Veja agora: Apresentador galã de TV dá basta e resolve se assumir gay de vez: veja fotos   

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários