Celebridades

CelebridadesDestaqueGlobo

Especial 50 anos! Confira a lista de profissionais que trocaram a Globo por outra emissora

(Foto: Divulgação)
 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Como todos sabem, a Globo está completando 50 anos desde sua fundação. De lá pra cá, o canal carioca revelou grandes talentos, que podem ser vistos atualmente, mas muitos já deixaram a emissora.

Recentemente, por exemplo, uma das artistas que surpreendeu todos ao trocar a emissora por outra foi a apresentadora Xuxa Meneghel. Mas este não é um caso isolado, várias outras celebridades deixam o canal dos Marinhos após ganhar um bom destaque.

Confira a lista que o TV FOCO preparou:

Celso Freitas

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Celso Freitas iniciou sua carreira no rádio, em Santa Catarina, no início da década de 70, aos 16 anos. Em 1983, foi chamado para substituir Sérgio Chapelin, que aceitou o convite do SBT, apresentando o “Jornal Nacional” juntamente com Cid Moreira até 1989, quando Sérgio volta ao JN e Celso passa a apresentar o “Fantástico” e o “Globo Repórter”, este último já apresentado temporariamente por ele várias vezes. Em 1998, substitui o ator Tony Ramos na bancada do programa interativo “Você Decide”, na qual permanece até meados de 1999. Desde então, sua presença na Rede Globo diminuiu bastante. Em 2004, aceita convite da Rede Record para apresentar o “Domingo Espetacular”, programa similar ao Fantástico, no qual permanece até o início de 2006, quando passa a apresentar o “Jornal da Record” até os dias atuais.

Veja também

Betty Lago

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Depois de 19 anos na Globo, Betty Lago assinou contrato de cinco anos com TV Record em 2011. Já na emissora, ela participou da novela “Vidas em Jogo”. Hoje a atriz está afastada das telinhas para realizar tratamento contra um câncer.

Carlos Nascimento

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Formado pela Cásper Líbero, em 1977 Carlos Nascimento iniciou suas atividades na televisão na Rede Globo. Trabalhou, nesse primeiro período, onze anos seguidos na TV Globo de São Paulo, onde foi repórter dos telejornais “Bom Dia São Paulo”, “Globo Rural”, “Globo Repórter” e “Jornal Nacional”. Após uma passagem pela TV Cultura e TV Record, Nascimento volta para Globo e passa a comandar os telejornais “São Paulo Já” e “Jornal Hoje”, sendo o último trabalho dele com a Rede Globo. Em 2006, o jornalista assina contrato com o SBT, aonde está nos dias atuais.

Rodrigo Faro

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Rodrigo Faro, aos 19 anos, integrou o conjunto musical Dominó, antes de se formar em rádio e TV pela USP. Em 1996 fez a sua primeira novela, “Antônio Alves, Taxista”, no SBT. No ano seguinte transferiu-se para a Rede Globo, onde atuou em “A Indomada”. Logo após, atuou em “Malhação”, ” Suave Veneno”, ” O Cravo e a Rosa”, “A Padroeira”, ” A Casa das Sete Mulheres”,  “Chocolate com Pimenta” e em 2006 encarnou o engraçado feirante Tainha, de “O Profeta”. Em 2008, transferiu-se a Rede Record para apresentar o “Ídolos”. No entanto, antes de estrear no reality musical, foi chamado para substituir às pressas o apresentador Márcio Garcia em “O Melhor do Brasil”. Após apresentar algumas outras atrações,  o apresentador passou em 2013 a realizar um sonho; ter um programa aos domingos, cobrindo a vaga deixada pelo “Programa do Gugu”, que logos após passou a ser chamado de “Hora do Faro”, até os dias atuais.

Beth Goulart

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Depois de anos de carreira na TV Globo – sua última novela na emissora foi “Três Irmãs” (2008) , Beth Goulart aceitou o convite da Record e assinou o novo contrato em 2010.

Ana Paula Padrão

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Ana Paula Padrão formou-se em Jornalismo pela Universidade de Brasília. Começou a carreira na TV Brasília, na época afiliada à Rede Manchete, em 1986. Foi para a Rede Globo em 1987, onde ficou até 2005. Atuou como correspondente internacional em Londres e Nova York até 2000. Logo após, assumiu o cargo de editora-executiva e apresentadora do “Jornal da Globo”, no qual permaneceu até maio de 2005, quando assinou contrato com o SBT para assumir o comando do telejornal “SBT Brasil”. No dia 9 de maio de 2009, foi contratada pela Rede Record para apresentar o “Jornal da Record” ao lado de Celso Freitas. Em 2013, a jornalista e a emissora rescindiram amigavelmente o contrato assinado. Em 2014, assinou com a Band, aonde comanda o reality “Master Chef”.

Mel Lisboa

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Depois de atuar em “Presença de Anita”, Mel Lisboa conseguiu apenas papéis de pouco destaque na TV Globo. Em 2010 a atriz assinou um contrato de cinco anos com a Record.

Lucinha Lins

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Entre 1979 e 2003, Lucinha Lins participou de várias novelas da TV Globo. Em 2004, a atriz foi para o SBT atuar em “Esmeralda”. Sem conseguir voltar para a antiga emissora, a atriz assinou contrato com a Record, onde seu último trabalho foi em “Vitória” (2011).

Roberto Cabrini

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Roberto Cabrini iniciou sua carreira aos 16 anos de idade em uma rádio e um jornal do interior de São Paulo (Piracicaba) e, aos 17 anos, foi contratado pela TV Globo como o repórter mais jovem do telejornalismo de rede da história do país, inicialmente, atuando como repórter esportivo. Na emissora, cobriu seis guerras internacionais, participou de cinco Olimpíadas e cinco Copas do Mundo; foi correspondente por oito anos, além de realizar coberturas em mais de 60 países. Foi âncora e editor-chefe do “Jornal da Noite” da Rede Bandeirantes, entre 2002 e 2008. Em 2008, foi contratado pela Rede Record. Nesta emissora, comandou, em 2009, o programa “Repórter Record”, jornalístico semanal de reportagens investigativas. No mesmo ano,  retornou ao SBT, para ser editor-chefe e apresentador do “Conexão Repórter”, programa de grandes reportagens investigativas criado pelo próprio jornalista.

Dan Stulbach

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Outro que deixou a emissora carioca foi o ator Dan Stulbach, na emissora ele tem como última novela “Fina Estampa”. Ele apresentava o programa “Encontro” regularmente e estava cotado para apresentar um novo programa na Globo. Agora ele é contratado da Band onde comanda o humorístico “CQC”.

Mylena Ciribelli

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A entrada de Mylena Ciribelli na Rede Globo aconteceu em 1991, quando foi convidada para apresentar o “Esporte Espetacular”. Mylena agradou e acabou também à frente do “Globo Esporte”. Em maio de 2009 foi anunciada como nova contratada da Rede Record, onde apresenta o programa “Esporte Fantástico” aos sábados de manhã.

Paulo Henrique Amorim

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Paulo Henrique Amorim foi mais um que deixou a Globo após um período. O jornalista cobriu eventos com repercussão internacional: a eclosão do vírus ebola na África (1975 a 1976); a eleição (1992) e a posse do presidente norte-americano Bill Clinton (1993); os distúrbios raciais (1992) e o terremoto (1994) de Los Angeles; a guerra civil de Ruanda e a rebelião zapatista no México (1994). Em 1996,  foi demitido da Rede Globo, após desentender-se com a direção e integrantes da emissora. No ano seguinte fechou com a Band, aonde apresentou  “Jornal da Band” e o programa político “Fogo Cruzado”. Em 1999, foi contratado pela TV Cultura, onde apresentou o talk-show “Conversa Afiada”, produzido por sua empresa PHA Produções, até o final de 2002. Logo após, foi contratado pela Rede Record, onde apresentou o “Jornal da Record 2ª Edição” e o “Edição de Notícias”. De 2004 até o final de janeiro de 2006, passou a apresentar a revista eletrônica exibida às tardes “Tudo a Ver”. Desde fevereiro de 2006, apresenta o programa “Domingo Espetacular”.

César Filho

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Na Globo, o jornalista César Filho comandou com grande sucesso o  “TV Mulher”. Apresentou também os programas “Fantástico” e, também com grande sucesso, o “Globo de Ouro”. Ainda na Rede Globo, fez sua estreia na teledramaturgia, atuando no papel de Túlio, na novela “Hipertensão”. Também participou da minissérie “La Mamma”, com Dercy Gonçalves e da novela “Sassaricando”. Após anos na Globo, foi para a extinta TV Manchete, onde atuou em novelas. Em seguida, foi contratado pelo SBT, aonde apresentou diversos programas, entre eles, os telejornais da casa. Em 2014, assinou com a Record, emissora em que ele apresenta o programa “Hoje em Dia”.

Marcelo Rezende

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Rezende já trabalhou na Rede Globo, apresentando o programa policial “Linha Direta”. Além disso, fez matérias envolvendo tráfico de armas, corrupção no futebol, pirataria fonográfica, entre outras. Os destaques, porém, foram a entrevista que fez com o motoboy Francisco de Assis Pereira, o “Maníaco do Parque”, para o “Fantástico”, e a reportagem que denunciou o abuso de autoridade policial numa blitz na Favela Naval, em Diadema, região do Grande ABC, no Caso Favela Naval para o “Jornal Nacional”, durante os anos 90 na Rede Globo. Logo após, o jornalista deixou a emissora carioca e assinou com a RedeTV!, aonde apresentou o “Repórter Cidadão”. Depois teve uma passagem pela Record, no “Cidade Alerta”, e voltou para RedeTV! comandando o principal telejornal do canal. Em seguida, acertou com a Band para apresentar o “Tribunal na TV”. E, 2010, retorna à Rede Record, com a finalidade de realizar matérias especiais para o “Domingo Espetacular”.Em 2011, estreia no “Repórter Record”, abordando reportagens investigativas. Na sequência, passa a comandar a volta do “Cidade Alerta”, até os dias atuais.

Reynaldo Boury 

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Reynaldo Boury trabalhou em grandes novelas da TV Excelsior e mais tarde na Rede Globo, dirigindo sucessos como “Irmãos Coragem”, “Selva de Pedra” e “Tieta”. Em 2010, foi oficializada a sua contratação pelo SBT para dirigir a novela “Amor e Revolução” de Tiago Santiago. Em 2012 substituiu o diretor Del Rangel, que foi demitido pela emissora, na direção geral da novela “Carrossel” e em 2013, dirige a versão brasileira da novela “Chiquititas”.

Carlos Lombardi

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Carlos Lombardi foi contratado pela Globo em 1981. Foi colaborador de Silvio de Abreu na novela “Jogo da Vida”, inspirada num conto homônimo de Janete Clair e protagonizada por Glória Menezes. No ano seguinte, participou como colaborador de “Elas por Elas”, novela de Cassiano Gabus Mendes, e que teve no elenco Eva Wilma, Aracy Balabanian, Joana Fomm e Sandra Bréa, entre outros. Sua primeira novela escrita foi “Vereda Tropical”. Logo após, escreveu grandes sucessos, como ” Bebê a Bordo”, “Quatro por Quatro”, ” Uga Uga”, ” O Quinto dos Infernos”, ” Coração de Estudante”, “Kubanacan”. Foi responsável também por ” Bang Bang” e “Pé na Jaca”, além de seriados como “Guerra & Paz”. Após 31 anos, deixou a Rede Globo e assinou com a Record, aonde escreveu a novela “Pecado Mortal”, até o momento.

Domingos Meirelles

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Domingos Meirelles entrou para Rede Globo de Televisão em 1985 como repórter especial, onde realizou dezenas de trabalhos em toda a América Latina para o “Fantástico”, “Jornal Nacional” e “Globo Repórter”. Foi para o SBT em 1996, retornando à Rede Globo em 1999, a convite de Marluce Dias, então diretora-geral da emissora. Durante sete anos foi o apresentador do programa “Linha Direta”. Em 2014 assinou com a Record, aonde apresenta o “Repórter Record Investigação”.

Britto Junior

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Britto Junior assinou com a Globo em 1984, como repórter. Nos anos de 1996 e 1997 teve uma breve passagem pelo SBT, retornando à Rede Globo em 1998. Participou do programa “Domingão do Faustão”, apresentando as notícias do dia, e da cobertura da Copa do Mundo da Coreia do Sul e do Japão, em 2002 e foi repórter do “SPTV”. Em junho de 2005 foi contratado pela Rede Record para apresentar o programa matinal “Hoje em Dia”. Está atualmente na emissora, comandando o “Programa da Tarde” e o reality “A Fazenda”.

VÍDEO YOUTUBE: Faustão é cortado na Band e produção tem demissão em massa

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários