Datena

Datena se esgoela ao vivo na Band e gritaria toma conta de estúdio, após bate-boca e barraco: “Eu avisei”

Datena pede ajuda em novo canal (Foto: Reprodução)
Datena na Band (Foto: Reprodução)

O apresentador debochou das medidas adotadas pelo governo de São Paulo e mandou um recado para João Dória

José Luiz Datena subiu o tom de voz no Brasil Urgente da última terça-feira (22). O apresentador da Band agiu com deboche depois de uma decisão do governador de São Paulo, João Dória (PSDB).

+Ator exalta efeitos especiais de Gênesis da Record: “Nunca vi isso em quarenta anos de carreira”

+Depois de deixar A Fazenda, Victória bloqueia Lipe e noiva alfineta: ‘Irresistível’

+Audiência 22/12: Especial de Roberto Carlos faz Globo brilhar no Ibope enquanto Record e SBT brigam por migalhas

Datena protestou contra as medidas adotadas por Dória, que classificou o estado com a fase vermelha do Plano São Paulo, para prevenir a disseminação do Coronavírus durante as festas de fim de ano.

Para quem não sabe, o governo do estado anunciou medidas mais restritivas durante os feriados do Natal (25, 26 e 27/12) e Ano Novo (01,02 e 03/01/21). Nessas datas, segundo as regras do Plano São Paulo, apenas serviços essenciais poderão funcionar.

Ao vivo no Brasil Urgente, Datena afirmou que o governo de SP demorou para tomar essa atitude e ironizou a postura dos políticos: “Eu avisei, hein?” relembrou o jornalista.

No início do programa da Band, Datena leu a manchete sobre as novas medidas adotadas por Dória e começou a protestar: “Hahaha. Eu não avisei o senhor, governador? Não sou médico, mas não sou besta. Eu não avisei vocês que, se não mexessem há 40 dias no plano amarelo, rosa, sei lá, o Plano São Paulo, vocês iam colocar em risco várias pessoas?”.

“Quantos já não morreram ou foram internados porque vocês, por causa das eleições, simplesmente deixaram ficar vermelho. Eu avisei! Eu avisei!”, continuou Datena.

Datena
Datena debochou da atitude de João Dória (Foto: Reprodução/Band)

O âncora estava visivelmente irritado com a demora do governo para agir e relembrou os momentos que alertou a as autoridades sobre a importância das medidas de restrição, mas acabou sendo ignorado.

“Avisei da primeira vez sobre o absurdo do Carnaval. Avisei que as eleições eram um negócio cínico. Eles meteram o pau no Bolsonaro, falaram que ele era negacionista, e a maioria dos políticos também foi quando, nas eleições deixaram rolar, promoveram campanhas e fizeram aglomeração e o governo ignorou o comitê de saúde”, disse o jornalista.

O relato de Datena acontece a partir do minuto 33 do vídeo abaixo:

BARRACO E QUEBRA PAU AO VIVO

Em Outubro, Datena e Jõao Dória protagonizaram um verdade barraco durante a participação do Governador no programa da Band. Os dois se envolveram em uma gritaria após o apresentador interromper a fala do político.

“São 20 médicos responsáveis pelo comitê. Não é uma decisão sua Datena. Com todo o respeito. Você não é médico nem infectologista”, disse Dória. “Nem o senhor!”, se esgoelou o jornalista na ocasião.

Datena aproveitou a nova medida de restrições para relembrar a discussão que teve com Dória: “Eu avisei, não sou médico como o governador perguntou. Mas eu ouço médicos, cientistas e as pessoas de bom senso. Não fui candidato a nada, por isso, graças a Deus não me inclui no meio dessas pessoas”, concluiu.

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Erick Martins