Retrospectiva

Retrospectiva

Estúdios lacrados e desespero contra o tempo: emissoras sofrem com altos e baixos de audiências em 2020

Rebeca Abravanel no "Roda a Roda Jequiti" (Foto: Reprodução/SBT)
Rebeca Abravanel no “Roda a Roda Jequiti” (Foto: Reprodução/SBT)
Rebeca Abravanel sofreu queda com a audiência do "Roda a Roda Jequiti" (Foto: Reprodução/SBT)
Rebeca Abravanel sofreu queda com a audiência do “Roda a Roda Jequiti” (Foto: Reprodução/SBT)

Relembre os maiores destaques de audiência da TV brasileira em 2020

A Globo é a líder absoluta de audiência nas principais metrópoles do Brasil, mas assim como as suas concorrentes, também enfrentou quedas assustadoras ao longo do ano. A emissora fez de tudo para driblar a chegada da pandemia e desenvolveu diversos projetos realizados seguindo todas as medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.

+ Zé Felipe, filho de Leonardo, arrebenta gravidez ‘comprada’, escreve recado à noiva e ela expõe: “Dentro”

+ Moacyr Franco expõe esconderijo, se despede com dor e faz anúncio após ser espancado sem dó: “Fim”

Veja também

Apesar disso, a emissora viu alguns de seus principais produtos sofrerem com a queda de audiência, como a reprise de “A Força do Querer” (2017), que lutou muito para conseguir ficar acima dos 30 pontos de audiência em São Paulo. A situação foi diferente com “Fina Estampa” (2011), que foi um verdadeiro sucesso em sua reexibição em pleno horário nobre. O último capítulo, por exemplo, marcou 37,6 pontos – um verdadeiro fenômeno.

No SBT, que perdeu 30% de audiência ao longo do ano segundo Maurício Stycer, a situação foi uma dureza sem fim. O canal de Silvio Santos comprou os direitos de exibição da Libertadores da América e não conseguiu emplacar bons números, mesmo com uma aposta cara e com a probabilidade de dar certo. A maior audiência da emissora em 11 meses aconteceu no dia 8 de dezembro, com a exibição do jogo do Palmeiras, que teve pico de 11 pontos.

Esse número era o que a emissora de Silvio Santos conseguia fazer com tranquilidade quando o “Roda a Roda Jequiti” havia se consagrado como a atração de maior audiência da casa sob o comando de Rebeca Abravanel. Com a chegada da pandemia, ficou impossível levar consultores para o palco do programa, o que acabou derrubando os televisores ligados.

Na Record, o destaque foi certamente “A Fazenda 12”, que chegou a vencer a Globo e alcançou a liderança em algumas ocasiões. O reality show que deu a vitória a Jojo Todynho se tornou um dos maiores êxitos do ano, assim como o “Big Brother Brasil 20”, na Globo. O público certamente estava em busca de entretenimento em meio a uma crise sanitária global.

+ Luiz Bacci perde a vergonha, anuncia lugar bizarro onde transou e não segura vontade: “Apagar meu fogo”

Uma atração que acabou perdendo público, entretanto, foi o “Balanço Geral SP”, que sempre encostava na Globo e botava o maior terror com a exibição do quadro “A Hora da Venenosa”. O problema é que a atração foi perdendo cada vez mais força e atualmente marca pouco mais de 6 pontos de média e raramente alcança 10 pontos de pico.

Reinaldo Gottino, Fabíola Reipert e Renato Lombardi comandam o Balanço Geral SP na Record (Foto: Divulgação)
Reinaldo Gottino, Fabíola Reipert e Renato Lombardi comandam o “Balanço Geral SP” na Record (Foto: Divulgação)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários