Agora

Agora

Urgente: Maior empresa de transportes do Brasil afunda em dívida de 20 bilhões e apela pra não falir em país

Maior empresa de transportes brasileira enfrenta cenário conturbado e apela para não falir em país (Foto Reprodução/Lennita/Montagem/TV Foco)
Maior empresa de transportes brasileira enfrenta cenário conturbado e apela para não falir em país (Foto Reprodução/Lennita/Montagem/TV Foco)

MAIOR empresa de transportes do Brasil se afunda em dívida milionária e apela para não falir em país

E a maior empresa de transporte brasileira, iniciou esse ano de 2024 aterrorizada com a possibilidade de falir, após se afundar em uma dívida milionária, e agora ela precisou apelar em país para conseguir escapar desse fim trágico.

Estamos falando da gigantesca Gol, uma das mais tradicionais do ramo!

Para se ter ideia da sua importância, antes do surgimento da Gol, viajar de avião era algo muito distante e caro para uma grande parcela do público brasileiro.

Embora tenha abandonado esse estilo, a empresa chegou ao mercado oferecendo um modelo de negócios “low cost” e rapidamente se tornou uma alternativa as longas e cansativas viagens de ônibus.

Para as classes menos favorecidas, foi uma revolução na forma de se deslocar, até por isso ela é considerada uma das, ou até mesmo, a maior companhia aérea do país.

Veja também

Apelou

Agora, com uma dívida que está na  casa dos R$20 bilhões, a Gol (em meio a essa situação extremamente delicada), apelou e decidiu pedir pela sua recuperação judicial nos  EUA.

Tanto que o que era apenas uma ideia, foi comunicado de forma oficial, no dia 25 de janeiro, que a mesma entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com o G1 essa medida vale para a companhia e suas subsidiárias.

De acordo com a empresa, o objetivo do processo é reestruturar suas obrigações financeiras de curto prazo e “fortalecer sua estrutura de capital para ter sustentabilidade no longo prazo”.

A única esperança

Conforme divulgado na semana do dia 15 de janeiro pela  Folha de S,Paulo, pessoas envolvidas nas negociações afirmam que a estratégia de abrir um processo Tribunal de Falência de Nova York é a melhor saída, especialmente porque lá as regras são previsíveis.

Arrendadores preferem negociar nos EUA porque, segundo eles, um recuperação judicial no Brasil só permite saber como começa, jamais como termina.

Apesar disso, eles não descartam que hajam riscos, isso porque diferentemente da Latam, que foi pelo mesmo caminho em 2020 e concluiu o processo no mês de novembro de 2022, a Gol tem uma operação com menos presença nos EUA.

Vários consultores e advogados foram contratados. A Abra, holding que controla a Gol, resultado da junção da brasileira com a colombiana Avianca, contratou o escritório Pinheiro Guimarães Advogados.

A companhia aérea ainda conta com assessoria de Milbank, Lefosse e TWK.

No fim do ano passado, também contratou a consultoria da Seabury Capital, uma das maiores em reestruturação de dívida no setor aéreo.

A principal tarefa da Seabury é buscar uma saída com os cerca de 25 lessores (arrendadores de aeronaves) para renegociar a dívida financeira.

Dívidas

Como mencionamos no inicio deste texto, a dívida financeira da Gol chega a R$ 20 bilhões e, deste total, cerca de R$ 3 bilhões vencem no curto prazo (em até 1 ano ).

Porém, conforme afirmado pela Folha, a companhia não tem caixa suficiente para honrar esses compromissos, segundo pessoas envolvidas nessa negociação.

O problema da Gol não é operacional, uma vez que os resultados são de certa forma positivos. Porém, ela não tem novas  garantias suficientes para trocar toda essa dívida vincenda. Seus ativos foram, em grande maioria, empenhados no acordo que resultou na Abra.

Por isso, também se discute que a própria holding abra o processo de recuperação nos EUA.

Caso se confirme, a Gol seguirá o caminho da Latam, que como mencionamos acima, no ano de 2020 (que maio daquele ano), foi ao Tribunal de Falências de Nova York (EUA), pedir pela sua recuperação.

E no ano de 2022, concluiu seu processo de reestruturação.

Qual foi o posicionamento da Gol diante dos fatos?

Por meio de sua assessoria, a Gol chegou a afirmar que mantém seus esforços para melhorar a lucratividade, fortalecer seu balanço para posicioná-la, no longo prazo, como empresa que democratizou o transporte aéreo no país.

Inclusive, antes de comunicar sobre a recuperação oficialmente, ela discutiu  com seus stakeholders financeiros (credores) sobre diversas opções que tragam maior flexibilidade financeira, incluindo capital adicional para financiar as operações.

Conforme exposto pelo Jornal Nacional, no dia 25, a Gol afirmou que vai receber um aporte equivalente a R$ 4,7 bilhões do grupo que controla a companhia.

Mas ainda depende da aprovação da Justiça Americana.

A Gol declarou que o pedido de recuperação NÃO afeta os voos e o programa de fidelidade.

Em nota divulgada à imprensa, a Gol informou que TODOS os voos estão operando conforme programado e todas as passagens aéreas e reservas permanecem em vigor.

🚨 Davi vai ser expulso no BBB24? + Ivete é INTERNADA + Jojo é traída e se VINGA

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Quem escreve

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia e os bastidores das principais emissoras brasileiras. Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ... Atualmente escrevo notícias sobre os últimos acontecimentos do cenário econômico, bem como novidades sobre os principais benefícios e programas sociais.