Celebridades

Vivi Brunieri, ex de Ronaldo Fenômeno, ganha fortuna com filme pornô e escancara prostituição aos 16: ‘No Japão’

Vivi Brunieri ex de Ronaldo Fenômeno (Reprodução)
Vivi Brunieri ex de Ronaldo Fenômeno (Reprodução)

Famosa por ter namorado o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, Vivi Brunieri falou sobre o passado na indústria pornô e a prostituição aos 16

Um dos ícones dos anos 1990, Vivi Brunieri, que por muito tempo ficou conhecida como Ronaldinha, por seu envolvimento amoroso com o ex-jogador de futebol Ronaldo Fenômeno, chegou ao auge do sucesso e se tornou motivo de cobiça de empresas de entretenimento adulto, que queriam tê-la para trabalhos, e, após hesitar e até recusar propostas, a famosa, ao se defrontar com dificuldades financeiras, acabou fechando contrato com uma produtora pornô.

Em recente entrevista para o canal do YouTube “Clube da Vip”, comandado por Lucas Hit, a ex de Ronaldo Fenômeno abriu o jogo sobre ter ingressado no mercado do entretenimento com filme pornô e ter posado pelada para uma famosa revista, a fortuna que fez e, também, o arrependimento. Atualmente, ela se converteu à religião evangélica.

+Rafinha Bastos expõe conversa com PC Siqueira e medo de suicídio após acusação de pedofilia: “Chamei a polícia” 

+Will Smith? The Rock? Descubra quem é o ator mais bem pago do mundo: “R$ 474 milhões”

VIVI BRUNIERI FALA EM ARREPENDIMENTO APÓS PORNÔ

A ex de Ronaldo Fenômeno foi a grande estrela de filmes pornôs em 2008, quando fechou contrato com uma famosa produtora. Segundo a própria falou na live com Luccas Hit, ela ganhava R$ 50 mil reais por cena e, ao todo, faturou R$ 500 mil pelos filmes que protagonizou. À época, ela se recorda, grandes nomes do entretenimento nacional, como Gretchen e Alexandre Frota, também assinaram para protagonizarem filme com conteúdo adulto.

“Na época o Alexandre Frota, a Gretchen estavam assinando com uma produtora e eu fui numa reunião. Você ganhava R$ 50 mil reais por cena, e o mínimo eram cinco cenas. Então, de cara você já recebia R$ 250 mil reais. Isso em cachê. Depois tinha participação. Então dava para ganhar quase R$ 500 mil reais”, lembrou, destacando que não recomenda o trabalho para mulher nenhuma.

Sobre o porque de ter aceitado protagonizar as cenas, Vivi Brunieri destacou que só o fez por causa das dificuldades financeiras que enfrentou e que, em 2006, ela já havia recusado proposta similar. Porém, um ano depois do nascimento de sua filha e momentos de dificuldades, ela recebeu novo convite e acabou topando.

“Na hora, você não pensa nas cenas, você vê o cachê, pensa no dinheiro. Fui mudando cláusulas e assinei o contrato. Voltei para o Brasil e cumpri com a agenda”, explicou ela, revelando que este foi seu trabalho artístico mais difícil”, contou a ex do futebolista Ronaldo Fenômeno.

“Foi algo que eu não faria, não desejaria para ninguém, para mulher nenhuma. Foi o maior cachê que eu ganhei. Eu usufruí do dinheiro. Um ano depois dos filmes veio a depressão. As pessoas esquecem todas as outras coisas que você já fez e fica só aquilo. Para mim foi difícil. Foi quando eu me internei. Saí da clínica e fui para a igreja”, completou Vivi Brunieri.

As ex de Ronaldo Fenômeno, Vivi Brunieri e Nadya peladas na capa da Playboy (Reprodução)
As ex de Ronaldo Fenômeno, Vivi Brunieri e Nadya peladas na capa da Playboy (Divulgação)

PROSTITUIÇÃO AOS 16

Além de ter protagonizado filme pornô, Vivi Brunieri também posou pelada para as páginas da extinta versão brasileira da revista Playboy, em 1998. Porém, ao contrário do que foi anunciado na época, ela não recebeu R$ 500 mil de cachê, mas sim R$ 60 mil – ela posou ao lado da também ex de Ronaldo Fenômeno, Nadya França.

No bate-papo, a famosa abriu o jogo também sobre seu passado com a prostituição, que teve início quando ela ainda era menor de idade, aos 16 anos. Segundo contou. “houve uma situação e eu decidi ir trabalhar em um karaokê no Japão”. “Não era uma casa de prostituição explícita, mas a maioria das meninas acabavam se envolvendo com os clientes”, contou.

+Renata Vasconcellos, âncora do JN, após ter marido chocante, dá basta e assume companheira em foto: “Boa noite”

Vivi Brunieri diz que, aos 16 anos, viveu um relacionamento com um homem mais velho e que, para ela, “ali começou a prostituição”. “Eu fiquei lá no Japão, estudante, envolvida na prostituição, mas, aos finais de semana, eu surfava. Era uma bagunça na minha cabeça. Das 8 às 16h, de segunda à sexta-feira, eu ia para a escola. Das 20 às 2h da manhã, eu ia para a casa de karaokê. Nos finais de semana, competia nos campeonatos de surfe”, relatou.

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Redação TV Foco