Lexa

Lexa

Falida? Após internação, Lexa recebe ordem de despejo de mansão por falta de pagamento

Lexa negou estar devendo aluguel de sua mansão (Foto: Reprodução)

Cantora negou falência e dívida com locador de sua mansão

Lexa após sofrer ordem de despejo e ter falência questionada, se manifestou e negou que esteja sem pagar o aluguel. De acordo com informações de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, uma incorporadora entrou na justiça alegando que ela não está pagando aluguel e condomínio de uma mansão na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

Para Fábia Oliveira, Lexa negou a dívida e disse que não está devendo nada, inclusive, que já havia pago até mesmo o mês de junho.

“O locador sempre recebeu em dia todos os valores, inclusive, o valor referente ao vencimento no mês de junho, o qual ainda não venceu e já foi devidamente pago. Mesmo diante da ausência da nossa citação, temos um acordo em andamento com pedido de extinção do processo, com acordo que fizemos diretamente com a seguradora, justamente porque as falhas existentes no imóvel estão sendo sanadas. E, assim sendo, não devemos nada ao locador e o processo está em fase de finalização e com as partes satisfeitas”, disse a cantora.

Veja também

Ainda segundo informações do processo judicial, Lexa estaria devendo o valor de 33 mil reais.

INTERNAÇÃO

Recentemente, vale dizer, Lexa ficou internada no Hospital São Luiz, em São Paulo, onde teve que passar por um procedimento médico emergencial no local, realizando uma cirurgia de urgência. Ela realizou um procedimento otorrinolaringológico que foi um verdadeiro sucesso.

Dívida: Lexa foi internada recentemente e passou por um procedimento cirúrgico (Foto: Reprodução)
Lexa foi internada recentemente e passou por um procedimento cirúrgico (Foto: Reprodução)

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários