Categoria -Silvio Santos

Silvio Santos

Nascimento: 12 de dezembro de 1930

Signo: Sagitário

País: Brasil

Cidade: Rio de Janeiro – RJ

Silvio Santos é o nome artístico de Senor Abravanel. Ele é um apresentador de Televisão e empresário brasileiro. Começou a trabalhar como camelô aos 14 anos, quando aprendeu a negociar e a expor a sua voz, considerada poderosa. Era chamado de Silvio, pela mãe, que não gostava de seu nome de batismo.

Proprietário do Grupo Silvio Santos, que inclui empresas como a Liderança Capitalização (administradora da loteria Tele Sena), a Jequiti Cosméticos e o Sistema Brasileiro de Televisão (mais conhecido como SBT), o dono do SBT possui um patrimônio avaliado em 4 bilhões de dólares.

Silvio Santos foi casado com Cidinha entre 1962 e 1977, que morreu vítima de câncer no aparelho digestor, com apenas 38 anos. Dessa união nasceu Cíntia Abravanel e juntos criaram também Silvia Abravanel.

Em 1981, Silvio casa-se com Íris Abravanel e juntos tiveram quatro filhas: Daniela, Patrícia, Rebeca e Renata.

Silvio Santos foi homenageado em fevereiro de 2001 pela escola de samba carioca Tradição, com o enredo “Hoje É Domingo, É Alegria. Vamos Sorrir e Cantar!”, de Lourenço e Adalto Magalha. Silvio Santos desfilou como destaque num carro alegórico, num traje todo prateado. Outros artistas do SBT participaram do desfile, como o locutor Lombardi.

Em 21 de agosto de 2001, a filha de Silvio Santos, Patrícia Abravanel, foi sequestrada na porta da própria casa, no Jardim Morumbi, em São Paulo. Depois de alguns dias de negociação, o resgate foi pago e Patrícia foi libertada. O sequestrador Fernando Dutra Pinto acabou sendo perseguido pela polícia e matou a tiros dois policiais. Sem ter para onde ir, acabou invadindo a casa de Silvio Santos no dia 30 de agosto, sendo que o apresentador estava na sala de ginástica fazendo exercícios no momento, facilitando o trabalho do sequestrador de manter Silvio e toda sua família como reféns.

Silvio convenceu o sequestrador a libertar rapidamente as outras pessoas da família e seguiu em cativeiro em sua própria casa durante sete horas. Fernando só se entregou com a chegada do governador Geraldo Alckmin, que garantiu a integridade do criminoso. Alguns meses depois de preso, no dia 2 de janeiro, Fernando morreu em consequência de uma infecção generalizada causada por um corte profundo nas costas. Há indícios de que a morte do detento tenha sido causada por maus tratos e negligência médica.

PUBLICIDADE

ANÚNCIO

site statistics