ADEUS

Fim das produções: 5 motos da Yamaha dão adeus, incluindo modelo rival da Honda, após anos no Brasil


Motos na rua e logo da Yamaha e Honda (Foto: Reprodução / Canva / Montagem TV Foco)

5 motos da Yamaha dão adeus

Sempre que novas regras de emissões entram em vigor, modelos defasados ficam para trás. Portanto, 5 motos da Yamaha dão adeus, incluindo modelo rival da Honda, após anos no Brasil.

De acordo com informações da Revista Duas Rodas, o lançamento da Yamaha RD 350 brasileira ocorreu no final de 1986 e marcou o início de um novo momento da marca no país. Ela foi produzida no Brasil de 1986 a 1995 e ficou conhecida como ‘viúva negra’.

SAIBA MAIS! Já pode se despedir: 3 motos da Yamaha são oficialmente derrubadas pela Honda pra tristeza dos motoqueiros

A moto era produzida na recém-construída fábrica da Yamaha em Manaus, edificada justamente com o propósito de possibilitar o desenvolvimento de modelos maiores e mais complexos no Brasil. A Yamaha RD 350 era leve e compacta, como uma moto criada para as pistas.

Outra moto que foi extinta da rival da Honda, foi a Super Ténéré 1200 STD, seguindo os passos da XT 660. Agora só está disponível a versão DX, que, além dos itens da extinta STD, ainda conta com controle de suspensão e aquecedor de manopla, de acordo com informações do portal Moto Mundo.

Veja também

A Honda investiu no desenvolvimento da CRF 1100L África Twin que, ao menos por enquanto, não está disponível no Brasil. Em contrapartida, a Yamaha deixou a Super Ténéré afundar lentamente na obsolescência, dando indícios que descontinuaria o modelo em breve.

Super Ténéré 1200 (Foto: Reprodução / Moto Online)
Super Ténéré 1200 (Foto: Reprodução / Moto Online)

A Yamaha TMax é uma scooter que não conseguiu se vingar por aqui, de acordo com o informações do portal Moto Online. Apesar de toda a potência e conforto, o preço assustava: R$ 42.500 há quase 10 anos.

Imagina pagar um valor exorbitante de 60 salários mínimos na época. Resultado? A TMax levou um cartão vermelho dos brasileiros e em 4 anos vendeu menos de 400 unidades.

Yamaha TMax recebeu o Cartão Vermelho dos consumidores (Fotos: Reprodução / Moto Online)
Yamaha TMax recebeu o Cartão Vermelho dos consumidores (Fotos: Reprodução / Moto Online)

QUAIS SÃO OS OUTROS 2 MODELOS QUE TAMBÉM FORAM EXTINTOS?

Com o adeus da Yamaha VMax, o mercado global sentirá a mesma saudade que nós já conhecemos desde 2017, quando a VMax desapareceu de vez por aqui.

Na época, a marca confirmou que o fim da importação da drag bike se deu em virtude da crise que infestava o mercado nacional na ocasião. No exterior, ela seguiu normalmente em produção até agora.

Nos casos específicos da R6 e da VMax existe uma nota oficial da Yamaha. No material divulgado, a japonesa afirma ter considerado “profundamente tendências e regulamentações do mercado global”, que as levaram para optar pelo fim dos modelos para 2021.

Junto delas se vão WR250R e SMax. A R6, porém, seguirá em produção em versão específica para pistas, chamada R6 Race, não disponível no Brasil. É certo que o adeus definitivo da R6 ‘de rua’ não irá mudar totalmente nossa vida, afinal o modelo não é oferecido pela Yamaha do Brasil desde 2011.

Desse modo, nós já perdemos as atualizações que fizeram do modelo campeão de Super Sport em 2017 e de sua última geração, por exemplo, mas o fim das produções foi cravado.

Caso queira buscar essas motos, ainda é possível em revendas de particulares e usadas, mas, saiba que a Yamaha tem várias outras opções para conseguir a mesma sensação.

Yamaha (Reprodução - Internet)
Yamaha (Foto: Reprodução / Yamaha)

 

🚨 BBB24: Davi ameaçado por aliado + Real motivo do surto de Alane + Portiolli em gu3rra com Huck    

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Autor(a):

Sou formado em Teatro, Produção Audiovisual e Jornalismo e completamente apaixonado por comunicação. Já atuei em emissoras de TV como Assistente de Produção e Redator em portais de entretenimento. Escrevo sobre televisão e seus bastidores, com responsabilidade, clareza, leveza e muito amor desde 2008. Mas a minha realização profissional está no Departamento de Novelas e Realities, no qual faço parte no TV Foco desde 2022. Além de Redator, atuo como Co-Apresentador das Lives do site no YouTube, às terças e sextas-feiras. Minhas redes sociais são: [email protected]