Celebridades Globo

Globo sofre debandada de jornalistas, apresentadores e mais um famoso pede demissão após 23 anos

Após 23 anos, Rodrigo Alvarez pede demissão da Globo (Foto: Reprodução)
Após 23 anos, Rodrigo Alvarez pede demissão da Globo (Foto: Reprodução)

O correspondente internacional Rodrigo Alvarez, que estava há 23 anos como contratado da Globo, pediu demissão da emissora carioca

O pedido de demissão do jornalista Rodrigo Alvarez, que há 23 anos integrava o time de profissionais de comunicação da Globo, pegou a alta cúpula da emissora carioca de surpresa, e engrossa ainda mais a lista de profissionais que deixaram o canal ao longo de 2019, entre aqueles que foram demitidos e os que decidiram sair por conta próprio.

Rodrigo Alvarez entrou na Globo News em 1996, como trainee de editor de imagens. Pouco tempo depois, foi contratado como repórter, e atuou principalmente como correspondente internacional. Atualmente, o jornalista estava na França e irá se mudar, juntamente com a família, para os Estados Unidos.

Por e-mail, o diretor-geral de jornalismo da Globo, Ali Kamel, confirmou a saída de Rodrigo Alvarez, explicitou que a decisão partiu do próprio repórter, que teria decidido “dar uma pausa”. Kamel, por sua vez, ressaltou o profissionalismo do comunicador e, em tom elogioso, destacou ter lamentado a decisão de Alvarez, “mas respeitei”. “E nos últimos seis meses ele brilhou em nossos telejornais como em todos os anos anteriores”.

Durante os meses de 2019 não foram poucas as notícias referentes sobre baixas na Globo com profissionais renomados deixando a empresa. Os desfalques maiores foram patrocinados pela CNN Brasil, canal que sequer estreou, mas que tirou grandes jornalistas da emissora, principalmente daqueles que trabalhavam em São Paulo, com destaque para Monalisa Perrone, ex-comandante do Hora 1, o repórter Phelipe Siani, e Mari Palma, que havia migrado do G1 para o entretenimento como repórter do programa de Ana Maria Braga, o Mais Você.

Em julho, a Globo anunciou a demissão de Mauro Naves, um repórter bastante conceituado na área esportiva, após um envolvimento dele no embate entre Neymar e Najila Trindade. Ainda na área esportiva, Ivan Moré e Léo Bianchi se despediram da empresa. Tino Marcos e Marcos Uchôa surpreenderam ao pedirem um período sabático de 6 meses fora do ar e só retornaram em 2020.

Márcio Canuto, da Globo São Paulo, pediu demissão. O mesmo aconteceu com o então âncora do Jornal Hoje, Dony De Nuccio. Já Sérgio Chapelin decidiu se aposentar.

Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil, e Monalisa Perrone (Reprodução/Instagram)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Redação TV Foco