Celebridades Gusttavo Lima Zezé Di Camargo

Gusttavo Lima é pego na mentira após confissão e Zezé Di Camargo entrega farsa sobre músicas de sucesso

Gusttavo Lima e Zezé Di Camargo pensam diferente (Foto: Reprodução/ TV Foco)
Gusttavo Lima e Zezé Di Camargo pensam diferente (Foto: Reprodução/ TV Foco)

Gusttavo Lima paga ‘jabá’ para ter músicas tocadas nas rádios e Zezé Di Camargo é contra a situação.

O Brasil é completamente dominado pelo sertanejo. Sem a menor sombra de dúvidas, esse é o estilo musical mais tocado nas rádios do país. De acordo com uma apuração feita pelo colunista Leo Dias, do UOL, esse fenômeno tem uma explicação e envolve uma grande quantidade de dinheiro. Acontece que os cantores dessa área são os que mais faturam, e acabam gastando com o famoso ‘jabá’. Gusttavo Lima é o que mais investe nesse segmente, o cantor paga uma verdadeira fortuna para ter suas músicas tocadas nas rádios

O marido de Andressa Ferreira foi desmascarado por um empresário. “Os sertanejos são os que mais gastam, até porque são os mais ricos. Os maiores nomes gastam entre 500 e 700 mil reais. Atualmente, Gusttavo Lima é o artista que mais investe em rádio no país, cerca de 700 mil por música”, contou a fonte para Leo Dias. Contudo, o cantor evita a todo custo falar desse assunto publicamente, uma vez que isso acaba tirando o ‘brilho’ do sucesso que fazem suas canções.

Gravadoras como a Sony, Warner e Universal se prontificam a pagar o ‘jabá’ de seus cantores. No entanto, este investimento só está dedicado as rádios de São Paulo e Rio de Janeiro. Fora deste território acaba sendo responsabilidade dos músicos. Já a Som Livre não aceita pagar jabá às rádios. Se o artista quiser , que pague do próprio bolso. A gravadora do Grupo Globo alega que os artistas costumam ter passe livre para tocar na emissora e vez ou outra tem suas músicas em trilha sonoras ou participações em programas da casa.

Ainda de acordo com informações do colunista, Zezé Di Camargo, da dupla com Luciano, é um dos únicos que se recusa a ter essa prática. “Antigamente só as gravadoras pagavam os jabás. Eles definiam as prioridades do momento e investiam na divulgação desses artistas. Hoje em dia, tudo mudou, é muito mais business, a gente sabe que tem artista que gasta entre 1,7 e 2 milhões de reais em uma música para fazer dela o primeiro lugar nas rádios e nas plataformas digitais”, disparou o cantor.

“Eu acho desnecessário eu fazer isso hoje. Foram muitos anos de luta. Não tenho nada contra, porque cada um usa as armas que tem. Eu tenho 28 anos de carreira, fui um dos mais tocados no Brasil, sem jabá, e não acho justo eu que sempre estive ao lado do rádio ter que pagar para tocar num veículo que eu sempre prestigiei. As pessoas vão ao meu show não para ouvir as músicas que estão tocando nas rádios. Elas vão para ouvir os grandes clássicos que eu gravei”, explicou Zezé Di Camargo

Zezé Di Camargo e Luciano (Foto: Reprodução)
Zezé Di Camargo, que canta com Luciano, pensa diferente de Gusttavo Lima (Foto: Reprodução)

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Kelly Araújo

Escrevo sobre televisão e o universo dos famosos desde o ano de 2014. Sou fascinada pelo que faço e procuro sempre trazer o melhor conteúdo para o leitor.