Globo Renata Vasconcellos William Bonner

Jornal Nacional, após 52 anos no ar, tem mudança brutal e desligamento cruel assombra: “Escuridão”

William Bonner e Renata Vasconcellos nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)
William Bonner e Renata Vasconcellos nos bastidores do Jornal Nacional (Foto: Reprodução)

O desligamento do telejornal tem sido modificado com as tragédias

Jornal Nacional, telejornal de maior sucesso do país, teve sua estreia na Globo em 1969 e desde então é finalizado com o “boa noite” dos comandantes da bancada, com raras exceções. No entanto, nos últimos dias, William Bonner e Renata Vasconcellos tem mudado a forma de “se desligar” e finalizam em silêncio.

É que com a segunda onda do novo Coronavírus assombrando o país, o Brasil tem batido recordes de mortes e para homenagear as vítimas, ao invés de desejar uma boa noite, os âncoras se desligam em silêncio. Inclusive, a Globo justificou que tal mudança é uma forma de demonstrar respeito às vítimas, suas famílias e os profissionais de saúde.

William Bonner utilizou uma das edições do telejornal para justificar aos espectadores o ocorrido e Renata Vasconcellos confirmou que isso se repetirá enquanto o cenário caótico prevalecer.

JUSTIFICOU MUDANÇA CRUEL

“Esse momento de homenagem foi se repetindo de tempos em tempos, você foi se habituando ao nosso cenário na escuridão, à imagem triste de um pedaço cinzento da bandeira brasileira com o número de vidas perdidas”, explicou o editor-chefe.

Renata Vasconcellos e William Bonner encerrando Jornal Nacional com novo recorde de mortes (Foto: Reprodução/Globo)
Renata Vasconcellos e William Bonner encerrando Jornal Nacional com novo recorde de mortes (Foto: Reprodução/Globo)

“Isso vai acontecer hoje mais uma vez, mas o marco dessa quarta-feira [17 de março] é diferente. É a primeira vez que o JN termina assim em duas edições seguidas. Ontem [16/3], o Brasil superou a marca de 280 mil vítimas. Em 24 horas, o país ultrapassou o marco simbólico das 285 mil mortes”, lamentou Renata Vasconcellos.

“É um novo patamar dessa tragédia e um motivo a mais para que todas as autoridades e todos os cidadãos brasileiros façam todo o possível, urgentemente, para frear essa escalada em respeito às famílias de tantos mortos. Em respeito às famílias de tantos mortos. Em respeito à vida de todos”, conscientizou William Bonner.

Vale ressaltar que tal medida de finalizar o Jornal Nacional em silêncio já era adotada quando alguma grande tragédia acontecia ou um grande nome morria.

RECORDE ATRÁS DE RECORDE

No entanto, agora a triste mudança está cada vez mais comum. Em 15 dias, dez das edições do telejornal terminaram sem o boa noite de William Bonner, Renata Vasconcellos ou até mesmo seus substitutos.

Os internautas, inclusive, notaram a mudança no telejornal e lamentaram o ocorrido. Confira as reações:

Participe agora do grupo do TV FOCO no Telegram e receba tudo sobre BBB - Clique aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Bianca Barbosa