Lacombe

Lacombe

Lacombe tem pior notícia do mundo, sofre com armadilha em canal e recebe comunicado oficial: “Fora”

Luís Ernesto Lacombe
Luís Ernesto Lacombe teve seu canal removido do Youtube (Foto: Reprodução)

O jornalista da RedeTV! foi punido e acabou sendo tirado do ar no YouTube

Além de ser um dos principais apresentadores da RedeTV! Luís Ernesto Lacombe também é popular nas redes sociais por seu trabalho no Youtube. Porém, na última segunda-feira (07) o famoso recebeu a notícia de seu canal, que contava com 1,2 milhões de assinantes foi tirado no ar na plataforma.

Isso mesmo, sob acusação de publicar vídeos com “nudez ou conteúdo sexual”, Lacombe perdeu o canal que já contava com 129 vídeos, a maioria continha entrevistas com apoiadores e ministros do governo Bolsonaro.

Segundo o jornalista e analista, Guilherme Felitti, Lacombe foi punido por conta do conteúdo do seu canal, que teria disseminado um conteúdo negacionista em relação a pandemia de Covid-19.

Veja também

Já o apresentador apontou que o canal foi hackeado e que os invasores apagaram todo o conteúdo já publicado na plataforma.

CANAL JÁ FOI PUNIDO EM OUTRA OCASIÃO

“No ano que ficou no ar, o canal só deu palco a apoiadores ferozes de Bolsonaro. Era o creme da ideologia fantasiada de ‘jornalismo’, tal qual Alexandre Garcia [Da CNN]. Mesmo com muitos vídeos negacionistas, o canal caiu por infringir as regras do YouTube sobre nudez e conteúdo sexual“, disse o jornalista nas redes sociais.

Vale lembrar que em março, o canal de Lacombe já havia sido punido por causa do teor de uma entrevista com Alessandro Loiola, defensor do governo Bolsonaro.

O QUE DIZ LACOMBE

Lacombe
Luis Ernesto Lacombe na RedeTV (Foto: Divulgação/RedeTV)

O jornalista ainda não se posicionou sobre a derrubada de seu canal, mas já negou em outras oportunidades que use a plataforma e seu programa na RedeTV para militar ou defender seus interesses políticos.

“Jornalismo posicionado, mas sem militância. O mais importante e o principal, os fatos, o mundo real, todos os lados da história, o contexto, o debate, a análise com senso crítico”, disse Lacombe durante uma edição do Opinião no Ar.

Fora do ar no Youtube, espera-se que o jornalista comente o ocorrido durante seu próximo programa da RedeTV!.

ATUALIZAÇÃO

Em seu perfil oficial no Instagram, Lacombe reforçou que foi hakeado e acusou a plataforma de sabotar o alcance do canal.

“Estou aqui para avisar que meu canal no YouTube foi hackeado. Estava em um evento ontem quando recebi a notícia”, iniciou Lacombe, que prosseguiu.

“O canal foi hackeado, aparentemente, pelo mesmo grupo que atacou também o canal da Brasil Paralelo. Dois canais com conteúdo conservadores, conteúdos de direita”, ressaltou.

“Tenho muita dificuldade com esse canal, com o alcance limitado, com vídeos deletados pelo YouTube, minhas janelas de live são derrubadas, meus inscritos não são avisados”, reclamou o ex-apresentador da Band.

“Até hoje, YouTube, estou esperando minha placa de 100 mil inscritos e a de 1 milhão de inscritos, vai fazer um ano o canal e até hoje não recebi. Peço desculpas [aos inscritos], pois meu canal está fora do ar, foi bloqueado pelo YouTube porque o grupo que atacou o canal publicou vídeos pornográficos. Minha equipe está trabalhando para recuperar o canal, em breve a gente vai voltar”, concluiu o veterano.

Veja agora: Apresentador galã de TV dá basta e resolve se assumir gay de vez: veja fotos   

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários