Novelas O Rico e Lázaro

Ministério da Justiça identifica cenas “pesadas” em O Rico e Lázaro e toma atitude

Protagonista de O Rico e Lázaro. (Foto: Reprodução)

Apesar das emissoras não sofrerem mais com a proibição na hora de exibirem algum produto mais pesado na televisão em um horário mais cedo, o Ministério da Justiça continua reclassificando diversas novelas. Chegou a vez de O Rico e Lázaro sofrer um “puxão de orelha”.

Acusado de abandonar a mãe, Silvero Pereira dá sua versão e faz revelações

Faltando duas semanas para chegar ao fim, a trama bíblica da Rede Record perdeu o selo de 12 anos. De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut, a Justiça determinou que o folhetim agora é “impróprio para menos de 14 anos”.

A justificativa: a novela contém “pena de morte, mutilação, estupro e morte intencional”, o que seria inapropriado para menos de 12 anos. O engraçado é que só agora o Ministério da Justiça resolveu se manifestar, quando a trama está no finalzinho. Será que estavam assistindo Carinha de Anjo?

AUTORA DE O RICO E LÁZARO FAZ DESABAFO E FALA DE CARINHA DE ANJO:

A novela Carinha de Anjo, do SBT, tem registrado excelentes índices, deixando a concorrente, Record, em terceiro lugar com sua novela bíblica O Rico e o Lázaro. As derrotas, porém, tem deixado a autora, Paula Richard, um pouco desanimada.

“Havia muita expectativa por parte da direção, produção, toda equipe e elenco em relação à novela. Todos viam falar comigo empolgados pelo texto e a produção e direção foram de uma qualidade incrível! Cenários, figurinos, efeitos especiais, atuações… Tudo para arrebentar. Mas aí, na segunda semana, veio a Simba”, disse ao “Purepeople”.

A Simba é a empresa formada pelas três emissoras para negociar a transmissão do sinal com as operadoras. “Perdemos 30% de audiência com o corte do sinal e o SBT perdeu menos, creio que 10%. Isso porque a Record tem um público maior usando a TV a cabo. Além disso, a Globo, depois de muitas novelas que ficaram abaixo de sua média, finalmente emplaca um sucesso (‘A Força do Querer’)”, afirmou.

E lamentou: “Uma pena porque tivemos atuações extraordinárias, cenas e sequências lindíssimas”; “Carinha” já tinha seu público consolidado e “Rico” estava apenas começando. A partir daí, não havia mais como usar a média da audiência para parâmetro”, acrescentou.

TV Foco no Youtube

Sobre o autor

Rogério Frandoloso