Luto

Luto

Grave acidente, infarto fulminante e dormindo: A morte desoladora de 3 âncoras da Globo e luto no Brasil

LUTO na Globo (Foto: Reprodução, Montagem - TV Foco)

Trágicos momentos resultaram na morte de três renomados apresentadores da Globo, gerando luto em todo o Brasil

A sociedade brasileira foi profundamente abalada pela desoladora notícia do trágico falecimento de três respeitáveis âncoras da Globo. Esses profissionais talentosos e queridos perderam a vida de forma abrupta e inesperada. O impacto dessa perda ressoa não apenas nos círculos jornalísticos, mas em lares de todo o país, onde suas presenças cativantes e habilidades inigualáveis se tornaram uma parte essencial da rotina diária de milhões de telespectadores.

O luto que se instaurou no Brasil é palpável, manifestando-se em expressões de pesar e solidariedade de pessoas de todas as esferas da sociedade. As âncoras agora ausentes não eram apenas profissionais exemplares, mas também figuras admiradas e respeitadas, cujo legado transcende o campo jornalístico.

Suas contribuições notáveis não apenas informaram e educaram, mas também conectaram emocionalmente o público, tornando-se parte integrante da identidade coletiva do país. Neste momento sombrio, o Brasil se une para prestar homenagens e compartilhar o luto, reconhecendo a importância inestimável dessas figuras na construção da narrativa jornalística nacional e na vida de tantos brasileiros.

Grave acidente de carro

A ex-apresentadora da TV Anhanguera do Tocantins, Leilane Lustosa Macedo de Oliveira, foi uma das vítimas do acidente registrado na BR-153, em São Luiz do Norte, em Goiás em  junho de 2023. Segundo o Corpo de Bombeiros, a batida envolveu dois carros e um caminhão.

Outras duas amigas de Leilane também não resistiram. Fotos mostram que o carro em que as três viajavam ficou completamente destruído.

Veja também

Jornalista Leilane Lustosa Macedo de Oliveira (Reprodução/Internet)
Jornalista Leilane Lustosa Macedo de Oliveira (Reprodução/Internet)

Leilane era formada em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade de Gurupi (Unirg) e pós-graduada em comunicação empresarial e marketing. Atuou no jornalismo por mais de 15 anos. Durante a graduação, chegou a estagiar na TV Anhanguera, em Gurupi, no ano de 2005. A jornalista também atuou como repórter do Jornal do Tocantins e de outros veículos de comunicação.

Em 2016, foi contratada como editora regional da TV Anhanguera em Gurupi, afiliada da TV Globo, e apresentou o Jornal Anhanguera 1ª Edição, com transmissão ao vivo para cidades da região sul do estado.

Morte após notícia impactante

Na TV, existem alguns casos emblemáticos de apresentadores que eram tão apegados e dedicados à profissão que morreram após passarem mal no ar ou logo após protagonizarem um grande trabalho. Foi o caso do ex-âncora da Globo Heron Domingues.

O jornalista foi considerado o primeiro apresentador da televisão brasileira, e em mais de 30 anos de carreira, cobriu eventos históricos, como o lançamento da bomba atômica sobre a cidade de Hiroshima, em 1945, o suicídio do presidente Getúlio Vargas, em 1954, a morte da cantora Carmen Miranda, em 1955 e a chegada do Homem à Lua, em 1969.

O jornalista Heron Domingues, uma das grandes figuras do extinto Jornal Internacional (Foto: Divulgação / Memória Globo)
O jornalista Heron Domingues, uma das grandes figuras do extinto Jornal Internacional (Foto: Divulgação / Memória Globo)

Outro evento impactante que teve uma cobertura comandada por Heron foi a renúncia do então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, em 1974, no Jornal Internacional, da Globo. O âncora fez questão de pedir a emissora para cobrir o fato e teve um desempenho bastante elogiado por todos.

Porém, por uma triste ironia do destino, Heron Rodrigues acabou morrendo, aos 50 anos, logo após esse grande trabalho. De férias, no dia 9 de agosto de 1974, ele saiu para jantar com os amigos, sendo bastante celebrado por todos, e logo depois foi para casa. Porém, durante a noite, enquanto dormia, o jornalista sofreu um infarto fulminante e acabou não resistindo.

Na época, a imprensa tratou de exaltar a carreira de Heron e lamentar a sua morte que ocorreu de forma precoce. Um texto do jornal O Globo, por exemplo, assinado pelo crítico Artur Távola, destacou que o âncora morreu no “impulso da notícia”. “Heron Domingues estava visivelmente emocionado. Como sempre ficava, aliás, na narração das grandes notícias de que sua carreira foi pródiga”, dizia o texto.

Luta contra o câncer

Morreu em 2016 aos 75 anos, o jornalista e ex-apresentador da Globo, Berto Filho. A nota de falecimento foi divulgada pelo Rádio em Revista. Berto lutava contra um câncer. Nascido Ulisberto Lelot, ele já esteve à frente do Jornal Nacional, Fantástico e Jornal Hoje.

Berto Filho (Foto: Reprodução/ Internet)
Berto Filho (Foto: Reprodução/ Internet)

O ex-apresentador morava no Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Em janeiro daquele ano, Cida Cabral, administradora do local, contou ao jornal O Dia que o jornalista estava acamado, com pouca voz e tinha planos de escrever um livro.

Quem é o ancora mais bem pago da Globo?

De acordo com o portal Meio Norte, Bonner é o ancora mais bem pago da emissora. Atualmente ele recebe R$ 2 milhões e 340 mil.

🚨 Fátima Bernardes na Record + Thais Fersoza expõe farsa no BBB24 + Globo obriga Rodriguinho a se "humilhar" por Davi

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA