Proibido!

“Apreensões em shoppings de São Paulo”: Proibição da ANVISA de produto popular é confirmada por Tralli no JH

28/05/2024 às 16h35

Por: Luiza Lefundes
Imagem PreCarregada
Proibição da ANVISA de produto é confirmada por Tralli no JH (Reprodução/Montagem/Canva)

Produto muito famoso é proibido pela Anvisa e confirmado por Tralli na Globo

O âncora César Tralli confirmou no Jornal Hoje, durante a última semana, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária cravou uma proibição de produto muito popular.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

“Receita Federal fez hoje uma operação para combater o comércio de cigarros eletrônicos em São Paulo”, informou o jornalista.

Portanto, não é desde hoje que as apreensões desses produtos acontecem.

Isso porque, a Anvisa decidiu por manter a proibição da comercialização dos Dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs) em abril.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


Desse modo, a decisão é resultado do processo regulatório que revisou a regulamentação desses produtos no país e as informações científicas mais atuais disponíveis.

Veja também

A atualização da norma proíbe a fabricação, a importação, a comercialização, a distribuição, o armazenamento, o transporte e a propaganda de todos os dispositivos eletrônicos para fumar.

“Resolução da Diretoria Colegiada RDC n° 855/2024 além de proibir a comercialização, importação, o armazenamento, o transporte e a propaganda dos DEF, reforça a proibição de seu uso em recintos coletivos fechados, público ou privado”, diz a lei.

No entanto, o regulamento aprovado não alcança a proibição do uso individual, mas é proibido em qualquer ambiente coletivo fechado, desde 1996.

Além disso, a resolução prevê a atualização sistemática da literatura pela Anvisa sempre que houver justificativa técnico-científica.

Com isso, a pena prevista é de dois a seis anos de reclusão e pagamento de multa que pode chegar a R$ 94,6 mil.

Quais São os riscos do consumo de DEF’s?

O uso contínuo de cigarros eletrônicos tem sido associado a condições como bronquite, inflamação pulmonar e até mesmo pneumonias graves.

Ademais, o vapor liberado pelos dispositivos pode conter partículas ultrafinas que penetram profundamente nos pulmões, agravando ainda mais os problemas respiratórios.

“Dispositivos eletrônicos para fumar, como o cigarro eletrônico, contêm substâncias tóxicas que causam câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares”, defende o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Anvisa
Cigarros eletrônicos são proibidos no Brasil desde 2009 (Foto: Divulgação)
Cigarro pode matar e o tabaco é a origem de várias doenças (Foto: Reprodução)
Cigarro pode matar e o tabaco é a origem de várias doenças (Foto: Reprodução)
Anvisa (Foto: Reprodução/Internet)
Anvisa (Foto: Reprodução/Internet)

🚨 Ex de Nahim em gu3rra com filha do cantor + Faustão e Fernanda Montenegro esnobam a Globo + Fraude de Matteus 

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Cursando Jornalismo e completamente apaixonada por comunicação social e entretenimento. Antenada nas redes sociais e acompanhando as vidas movimentadas das celebridades. Fanática pelas divas do pop e extremamente cinéfila, sou a pessoa que passa horas vendo filmes e está sempre procurando séries novas. Meu objetivo é ser o mais clara possível e espalhar todas as fofocas.

Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.