Chaves

CelebridadesChaves

Ramón Valdés, o Seu Madruga do “Chaves”, fez carreira brilhante no cinema e morreu de câncer no estômago

Ramón Valdés, o Seu Madruga do "Chaves" (Montagem/ Reprodução)
Ramón Valdés, o Seu Madruga do “Chaves” (Montagem/ Reprodução)

Seu Madruga fez sucesso no cinema, se desentendeu com Florinda e morreu trabalhando com o Kiko

Seu Madruga é um dos personagens mais emblemáticos do seriado mexicano “Chaves“, e com certeza, é o personagem mais amado pelos brasileiros que se identificam com ele, tanto pela falta de trabalho, como pela coragem de se meter em qualquer ‘bico’ para pagar as contas e sustentar a filha pequena.

Seu Madruga vivia devendo 14 meses de aluguel para o Seu Barriga, era neto da Dona Neves, e vivia de trambique em trambique para comprar seus cigarrinhos e dar dinheiro para a Chiquinha comprar doces na venda da esquina. Viúvo, ele era a grande paixão de sua vizinha solteirona, dona Clotilde, a Bruxa do 71.

O ator que dava vida ao marcante e simples Seu Madruga, era o ator veterano, Ramón Valdés, nascido em 1923, na Cidade do México. Na época do seriado, o ator já tinha mais de 50 anos e colecionava sucessos no cinema nacional mexicano.

+“Fiquei com muita flacidez”, revela atriz de “A Usurpadora” que fez dezenas de plásticas pelo corpo

Ramón Valdés teve uma promissora carreira cinematográfica, ao lado do irmão artista, o comediante Tin Tán, além de ter atuado com o grande Cantinflas (1911-1993) um grande comediante do cinema mexicano, parecido em sucesso com o nosso caipira, Mazzaropi (1912-1981).

Kiko, Chaves e Seu Madruga (Foto: Reprodução)
Kiko, Chaves e Seu Madruga (Foto: Reprodução)

A carreira de Ramón Valdés ia muito bem, até que foi convidado por Roberto Gomez Bolaños, o Chaves, para que integrasse parte de seu elenco fixo de humor, ao lado de María Antonieta de las Nieves, a Chiquinha e Rubén Aguirre, o Professor Girafales.

Os quatro atores iniciaram na televisão com o programa humorístico semanal “Los Supergenios de la Mesa Cuadrada”, em tradução livre, Os Supergênios da Mesa Quadrada. A atração contava com vários quadros de comédia, muitos deles, de piadas rápidas e curtas, tal qual “Os Trapalhões” e “Viva o Gordo”, de Jô Soares, usavam aqui no Brasil, para que vocês tenham ideia de como funcionava.

Veja também

Os fenômenos Chaves e Chapolin só vieram à tona a partir de 1972, em quadros do programa “Chespirito”, e em seguida, ganharam seus programas independentes em horário nobre na televisão mexicana. Ramón Valdés permaneceu no elenco do Chaves até 1979, quando se ausentou para buscar novas oportunidades pelo mundo artístico.

Chiquinha, Seu Madruga e Dona Florinda em "Chaves" (Foto: Divulgação)
Chiquinha, Seu Madruga e Dona Florinda em “Chaves” (Foto: Divulgação)

+Bonner confirma notícia e segura lágrimas, atores da malhação morrem e esposa de Carlos manda R$ 45 mil pelos canos

VOLTA E FALECIMENTO

Ramón Valdés voltou a trabalhar com Roberto Bolaños em 1981, dois anos após sua saída das séries. A pedido do próprio Chaves, ele acatou o convite, mas por divergências criativas com Florinda Meza, a dona Florinda, que na época, já era companheira amorosa de Bolaños, o artista preferiu sair novamente do seriado, para nunca mais voltar.

Ramón Valdes trabalhou com Carlos Villagrán, o Kiko do “Chaves”, em outros programas fora da série. Eles foram para a Venezuela estrelar o seriado “Federrico” (1982) e, mais tarde, “¡Ah que Kiko!” (1987), que foi seu último trabalho na televisão.

Ramón Valdés faleceu em 09 de agosto de 1988, aos 64 anos, de um câncer no estômago, além de ter enfisema pulmonar devido seu vício no cigarro. Ele está sepultado no Mausoleos del Ángel, na Cidade do México, onde ele recebe incontáveis visitas de fãs do mundo todo até hoje.

VÍDEO YOUTUBE: Barraco! Leonardo é DETONADO por João Guilherme

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários