TV Foco

Record e SBT no policial

Silvio Santos inventou no SBT um programa curto de nome Boletim de Ocorrência e colocou lá pra apresentar a jornalista Joyce Ribeiro, que não tem perfil pra isso nem carisma pra policial.
Resultado, pra não tirar o programa do ar, Silvio aceitou colocar ao lado dela, no horário das sete da noite, o jornalistaAfanásio Jazadji, que um dia já foi o maior ibope do rádio.

Na Record, no mesmo horário, estáGottino, que tem torque e carisma pra policial, tendo ao lado o jornalista policial Percival de Souza.

Enquanto na Record o Gottino dá um show de interpretação e postura, tendo ao seu lado um Percival que conta os bastidores da polícia e não fica repetindo as palavras de Gottino, no SBT está uma Joyce muito fria que piora muito quando quer interpretar a notícia, tendo ao lado um Afanásio que literalmente repete tudo que Joyce e os reporteres de campo falam.

Ora, se é pra repetir tudo que Joyce e os outros falam, pra que ter lá o Afanásio, ninguém sabe.
E ainda por cima, pra ficar mais sem objetivo, a participação de Afanásio é gravada, coisa que ninguém entendeu até agora.
O jornalismo do SBT consegue a façanha de apresentar jornal policial “ao vivo gravado”.
Deve ser uma nova invenção do Silvio, ou quiçá do Paulo Nicolau.

Mas ontem, o SBT atingiu seu máximo de ruindade no programa.
Colocou no lugar da Joyce o César Filho, que pode servir pra apresentar SBT Repórter ou comercial de televisão, mas está longe de interpretar programa policial.
César conseguiu ser pior que a Joyce.
Tudo sob a direção de Silvio, por telefone, direto dos Estados Unidos.
Mas quem assina no Brasil é o Paulo Nicolau.

Por James Akel

Confira a audiência detalhada de todas as novelas da Globo semana a semana aqui

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Deivison Lima

Escreve sobre Televisão desde 2008