Inacreditável!

Rombo de mais de R$ 135 milhões: Rede de supermercado, rival do Assaí, vive terror de falência

09/06/2024 às 19h45

Por: Luiza Lefundes
Imagem PreCarregada
Rede de supermercado, rival do Assaí, vive terror de falência (Reprodução/Montagem/Canva)

Rede rival do Assaí enfrenta pedido de recuperação judicial com dívida milionária

Para a surpresa de milhões de cidadãos brasileiros, rede de supermercado, rival do Assaí, está vivendo à beira da falência após rombo de mais de R$135 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Telegram

Portanto, estamos falando do Grupo Solar, dono de uma rede de supermercados no interior de São Paulo que inclui uma loja recém-inaugurada em Ribeirão Preto (SP).

Desse modo, segundo informações do G1, a Justiça indeferiu o pedido de recuperação judicial com a decisão do juíz Alexandre César Ribeiro que determinou a instauração de inquérito na Polícia Civil para investigar uma suspeita de fraude para prejudicar credores.

Vale ressaltar que em março deste ano, a rede inaugurou o supermercado Alma Júlia, na Avenida Professor João Fiúsa, zona Sul de Ribeirão Preto.

Receba nossas notícias diretamente no seu WhatsApp


O investimento de R$ 61 milhões incluiu um centro de distribuição de mercadorias na cidade.

Veja também

Com isso, em abril, o Grupo entrou com o pedido de recuperação judicial na Justiça, alegando passivos de R$ 135 milhões.

O Itaú Unibanco, por exemplo, informou que, em 2022, o Grupo Solar apresentou lucro bruto de R$ 36,1 milhões, lucro líquido de R$ 4,1 milhões, e patrimônio líquido positivo de R$ 19,4 milhões.

Para o juiz Alexandre Cesar Ribeiro, o Grupo Solar se utilizou da recuperação judicial como meio ilícito de obter a redução forçada de obrigações recém contraídas para a abertura do Alma Júlia.

De acordo com documentos analisados pelo juiz, às vésperas do ajuizamento do pedido de recuperação judicial, o Grupo Solar teria aberto uma “empresa de fachada”, a MF3 Comércio Ltda, em nome de Francisco de Assis Moura Vieira.

À Justiça, a sócia afirmou que a relação com a MF3 se dava por contrato de prestação de serviços de tesouraria e conciliações de recebíveis conhecida como BPO Financeiro.

Em nota, o escritório Hora Cardoso Advogados Associados, que representa o Grupo Solar, informou que recorreu da decisão.

“A empresa por meio de seu corpo jurídico, já tomou as medidas cabíveis apresentando o competente recurso judicial. Informa ainda que todas as suas lojas estão atendendo normalmente, com o padrão de qualidade e excelência que é característica do grupo e que não existe possibilidade disso mudar.”

Qual é a maior varejista que atua no Brasil?

Segundo o portal da Forbes, o Carrefour (CRFB3) é a principal empresa de varejo no Brasil, tendo registrado um faturamento de R$ 108 bilhões no ano de 2022, de acordo com um estudo da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). A pesquisa, que analisou as 300 maiores varejistas do país, também indicou que 173 delas faturaram mais que R$ 1 bilhão, 17 mais que em 2021.

Grupo Solar (Reprodução/Internet)
Grupo Solar (Reprodução/Internet)
Supermercado
Supermercado é alvo da justiça (Foto: Divulgação)
Assaí Atacadista
Assaí Atacadista teve o segundo maior faturamento do setor (Foto: Divulgação)

🚨 Ex de Nahim em gu3rra com filha do cantor + Faustão e Fernanda Montenegro esnobam a Globo + Fraude de Matteus 

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Cursando Jornalismo e completamente apaixonada por comunicação social e entretenimento. Antenada nas redes sociais e acompanhando as vidas movimentadas das celebridades. Fanática pelas divas do pop e extremamente cinéfila, sou a pessoa que passa horas vendo filmes e está sempre procurando séries novas. Meu objetivo é ser o mais clara possível e espalhar todas as fofocas.

Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.