Agora

Agora

Leilão e término de atividades: Rival da Uber arma pedido de falência para decretar fim no início de 2024

Motorista da Uber e loja fechada (Fotos: Reproduções / Internet)
Motorista da Uber e loja fechada (Fotos: Reproduções / Internet)

Rival da Uber  confirma que irá encerrar atividades

Na última sexta-feira, 19, uma das rivais da Uber declarou a falência e o encerramento das atividades. 

A empresa tornou-se uma das mais queridas desde 2012. Mas, após dificuldades, encerrará as atividades.

Estamos falando da A Vela, empresa brasileira pioneira na fabricação de bicicletas elétricas.

Nos últimos anos, as bicicletas elétricas tornaram-se uma opção para distâncias curtas aos trabalhadores, sem necessidade de gastar com aplicativos de corridas, como a Uber, fato que as tornaram rivais.

De acordo com informações do portal Exame, ao longo de seis anos, a empresa lidou com um crescimento expressivo, principalmente em São Paulo.

Veja também

Porém, a rival da Uber passou a enfrentar problemas financeiros desde a pandemia da Covid-19.

Em nota, a Vela admitiu que a pandemia impactou profundamente as operações e nas quedas das vendas.

Entre 2022 e 2023, a empresa registrou um aumento de 50% em suas vendas anualmente e expandiu suas operações para os Estados Unidos.

Porém, segundo o portal Exame, o aumento não seria suficiente para placar as incertezas dos investidores iniciais, que aplicaram recursos entre 2016 e 2018.

Pensando em aumentar o lucro, a rival da Uber planejou transferir sua produção para a Zona Franca de Manaus.

Mas, a mudança dependia de novos investidores. A mudança não ocorreu por desalinhamento entre os investidores iniciais e os novos interessados.

Victor Cruz, CEO fundador da Vela, lamentou a situação: “A pressão de antigos investidores pelo retorno do capital investido, que se intensificou nos últimos meses, começou a afetar negativamente o interesse por novos aportes e essa falta de alinhamento inviabilizou a mudança”.

Vela 5 (Foto: Reprodução / Vela Bikes)
Vela 5 (Foto: Reprodução / Vela Bikes)

MAIS SOBRE O ASSUNTO

Nas próximas semanas, a instituição deve listar seus ativos em leilão, como a marca, projeto, aplicativo, participação na Vela EUA, site, sistemas, equipamentos e mais, segundo o portal Pedal.

A prioridade da rival da Uber é sanar todas as contas com colaboradores e dar assistência aos seus clientes.

Victor Cruz admite que o setor de bicicletas precisa de mais apoio dos governos.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 7% dos brasileiros usam a bicicleta como meio de transporte principal, ou seja, mais de 15 milhões de pessoas.

“Ainda falta muito para o Brasil alcançar todo o potencial desse mercado, mas eu gostaria de agradecer a todos aqueles que nos apoiaram e acompanharam a nossa história”, afirmou o CEO, que continuou:

“Comecei o projeto da Vela em 2012, quando tinha 21 anos de idade, e foi a coisa mais importante que aconteceu na minha vida: uma iniciativa autoral, brasileira, com a produção no centro de São Paulo”, finalizou Victor.

Victor Hugo Cruz, criador da Vela (Foto: Reprodução / Instagram)
Victor Hugo Cruz, criador da Vela (Foto: Reprodução / Instagram)

QUANDO A UBER CHEGOU NO BRASIL?

A Uber é uma empresa multinacional americana e prestadora de serviços eletrônicos na área do transporte privado urbano.

Em 2009, a empresa foi fundada por Garrett Camp e Travis Kalanick na Califórnia, Estados Unidos.

No entanto, a empresa chegou no Brasil apenas no ano de 2014. Desde então, outros aplicativos como 99, Cabify e outros chegaram.

Uber e estrada (Foto: Reprodução / Internet)
Uber e estrada (Foto: Reprodução / Internet)

🚨 Davi vai ser expulso no BBB24? + Ivete é INTERNADA + Jojo é traída e se VINGA

NOS SIGA NO INSTAGRAM

Logo do TvFoco

TV FOCO

📺 Tudo sobre TV e Famosos que você precisa saber.

@tvfocooficial

SEGUIR AGORA

Assuntos

UberVela

Quem escreve

Giovana Misson

Eu sou Giovana Mori, jornalista por formação pela Universidade Mackenzie de São Paulo. Criadora de conteúdo digital e redatora sobre o mundo das celebridades desde 2019. Já trabalhei em assessoria de imprensa, local em que cuidei de marcas de peso e por redações focadas no entretenimento. Sou apaixonada por moda, beleza, música, séries e nunca perco uma fofoca. Faço matérias focadas em programas de televisão e sobre o cotidiano dos famosos, fato curioso é que sou muito fã de Virgínia Fonseca Email: [email protected]