Celebridades Especiais

Sérgio Chapelin se torna marco no jornalismo brasileiro, conquista amor do público e deixa saudades

Conheça mais sobre a carreira de Sérgio Chapelin (Foto: Montagem TV Foco)
Conheça mais sobre a carreira de Sérgio Chapelin (Foto: Montagem TV Foco)

O jornalista foi um dos maiores nomes do jornalismo da Rede Globo, deixando a emissora de cabeça erguida após decidir de aposentar e viver uma vida mais tranquila longe das câmeras

Sérgio Chapelin, estando há mais de cinco décadas trabalhando arduamente na televisão brasileira, se consagrou como um dos maiores jornalistas do país e agora vê seu nome eternizado na história nacional, como um excelente profissional.

Nascido na cidade de Valença, interior sul do estado do Rio de Janeiro, ele também é um grande repórter, locutor e apresentador de televisão. Ligado diretamente ao ‘Globo Repórter’ por sua história no programa, ele moldou a cara do folhetim co o passar dos anos.

ESPETACULAR CARREIRA

Iniciando na comunicação ainda como locutor, Sérgio Chapelin passou por grandes rádios brasileiras, como a Rádio Nacional, Rádio MEC e Rádio Jornal do Brasil. Suas locuções eram marcaras por sua grave voz e seriedade, lhe abrindo novas portas, agora na televisão.

Em 1972 ele foi contratado pela Rede Globo, já recebendo um enorme destaque, se tornando âncora do ‘Jornal Hoje’. No mesmo ano, fruto de um ótimo trabalho e grandes desempenhos na atração, ele se tornou fixo na bancada do ‘Jornal Nacional’.

Ao lado de Cid Moreira, ele permaneceu no folhetim por longos onze anos durante sua primeira estadia, mas se engana quem pensa que foi sua unica ocupação, já que ele continuou fazendo grandes projetos na emissora, enquanto apresentava o JN.

Ex-funcionária, após relação com Bonner e Ana Maria, escracha tamanho de pênis de Zezé e detona: “Pica pequena”

O âncora na bancada do 'Jornal Nacional' (Foto: reprodução/Globo)
O âncora na bancada do ‘Jornal Nacional’ (Foto: reprodução/Globo)

Já no ano seguinte em que adentrou o maior telejornal da casa, Sérgio Chapelin estreou como o primeiro apresentador do ‘Globo Repórter’. Também comandou o folhetim ‘Amanhã’, sendo elogiado pelo público pela linguagem mais informal.

Como narrador o radialista também fez história. Ele utilizou sua potente voz para dar vida ao documentário ‘Isto É Pelé’, além de ter marcado os especiais ‘Samba da Criação do Mundo’, ‘Nas Ondas do Surf” e o ‘Copa 78 – O Poder do Futebol’.

Ao fim da década de 70, foi âncora do ‘Jornal da Globo’, mesmo já tendo dois grandes programas em mãos, sendo o ‘Jornal Nacional’ e o ‘Globo Repórter’. Ficou três anos no mesmo, até que repentinamente resolveu sair da emissora.

Fátima Bernardes faz confissão, após clamar por Bonner, dar adeus aos filhos e ser massacrada por sexo: “Nunca mais”

O jornalista no 'Globo Repórter' (Foto: reprodução/Globo)
Sérgio Chapelin no ‘Globo Repórter’ (Foto: reprodução/Globo)

Você não leu errado. Apesar do jornalista ter um estrondoso destaque na casa, apresentando simultaneamente três de seus maiores sucessos, ele resolveu não renovar o contrato com a Rede Globo e partiu para o SBT, em um novo desafio.

Na emissora de Silvio Santos, Sérgio Chapelin foi um grande animador, fazendo bastante sucesso no ‘Show Sem Limite’. Apesar disso, ele acabou sendo boicotado pelo atual presidente das Organizações Globo na época, tendo que voltar para a antiga emissora.

Roberto Marinho boicotou as propagandas estreladas pelo jornalista e as tirou do ar, fazendo com que seu salário, composto quase que todo pelos comerciais, fosse ao chão. Sendo assim, ele teve seu sonho de se tornar um animador arruinado e voltou à Globo.

Sérgio Chapelin no 'Show sem Limite' (Foto: reprodução/SBT)
Sérgio Chapelin no ‘Show sem Limite’ (Foto: reprodução/SBT)

Ao retornar para a Rede Globo, Sérgio Chapelin se tornou novamente âncora do ‘Jornal Nacional’, mostrando que seu excelente trabalho não seria boicotado após a troca de emissora, não tendo ressentimentos por parte do canal.

Em seguida, ele se tornou apresentador exclusivo do ‘Fantástico’, até 1992. Por fim, ele retornou ao ‘Globo Repórter’ em 1996, ficando mais de duas décadas no folhetim, saindo do mesmo apenas para de aposentar, quando deixou de vez a televisão.

Com vida pessoal secreta, Luiz Bacci expõe conversas íntimas com sexo a três e ida a motel: “Na hora H”

O jornalista retornou ao 'Globo Repórter' (Foto: reprodução/Globo)
O jornalista retornou ao ‘Globo Repórter’ (Foto: reprodução/Globo)

SÉRGIO CHAPELIN SE APOSENTA

Depois de quase cinquenta anos na Rede Globo, o jornalista resolve se aposentar e viver uma vida mais tranquila longe da televisão, já que, após um árduo trabalho duro em todos os longos anos, sente a sensação de trabalho cumprido.

Sérgio Chapelin tem uma fazenda em Itamonte, na região de São Lourenço, sul de Minas Gerais, onde agora vive de forma mais tranquila e reservada, sem os holofotes apontando para si e aguardando seus próximos passos serem dados.

Ele é um exemplo a ser seguido quando falamos de jornalismo. Trabalhou duro por longas décadas, construiu um legado sem se envolver em polêmicas e agora colhe os frutos de uma gloriosa carreira que viveu, sempre sendo aclamado.

Sérgio Chapelin se aposentou e saiu da TV (Foto: reprodução)
Sérgio Chapelin se aposentou e saiu da TV (Foto: reprodução)

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Sobre o autor

Gabriel Motta

Estudante de Publicidade e Propaganda, amante de cultura pop, reality shows, séries e música.