Novelas

Tatá Werneck fala das exigências de Deus Salve o Rei: “não dá pra chegar e gravar”

Rodolfo (Johnny Massaro) e Lucrécia (Tatá Werneck) em Deus Salve o Rei (Foto: Globo/Ramón Vasconcelos)
Rodolfo (Johnny Massaro) e Lucrécia (Tatá Werneck) em Deus Salve o Rei
(Foto: Globo/Ramón Vasconcelos)

A última quinta-feira (14) foi dia de coletiva da próxima novela das sete, Deus Salve o Rei, de Daniel Adjfre, e o TV Foco esteve presente para trazer as novidades em primeira mão. A trama, que se passará em um lugar fictício, terá um ambiente medieval.

Intérprete de Lucrécia, a atriz e apresentadora Tatá Werneck comenta sobre a dificuldade para um papel de época: “Você quando vai fazer uma dramaturgia contemporânea, você pertence muito mais facilmente àquele universo. Essa novela não dá pra chegar e gravar”.

+Luciana Lacerda diz que ‘lutará por direitos na herança de Marcelo Rezende’ no SBT e desmente em outro canal: “Gente podre”

O trabalho em equipe é algo reforçado pela atriz, que considera isso fundamental para captar os telespectador para o ambiente fictício da novela. “A gente precisa sentar, tem que tá equalizado para que todos estejam construindo o mesmo lugar e para que a gente consiga tornar esse lugar, que é fictício, de uma maneira natural em algo real e interessante”, revela.

Apesar da satisfação com sua personagem, a novela exige de Tatá um grande foco. A pronúncia e o textos não são fáceis. “Então é uma novela que é difícil, não só prosódia, mas como no texto. A gente sai cansado, sai realizado e com questões. Você não descansa nessa novela, você fica o tempo inteiro pensando nela”, comenta.

Para finalizar, ela manda seu recado: “tá demais, viu, gente?!”.

TV Foco no Youtube

Podcast TV Foco

ANÚNCIOS

Conheça nosso Podcast

ANÚNCIOS

site statistics