Séries

GloboSéries

Temporada de Sob Pressão termina com o hospital em estado grave

Sob Pressão está em alta na Globo. (Foto: Divulgação)
Cena da série da Globo. (Foto: Divulgação)
Carolina (Marjorie Estiano) e Evandro (Julio Andrade) em cena de Sob Pressão (Foto: Globo/João Miguel Júnior)
Carolina (Marjorie Estiano) e Evandro (Julio Andrade) em cena de Sob Pressão
(Foto: Globo/João Miguel Júnior)

O Macedão parece ter sido modernizado, mas o que ninguém imagina é que, na verdade, ele está em ruínas. No último episódio da segunda temporada de Sob Pressão, previsto para ser exibido na terça, dia 18, a chegada de dois pacientes mostra a ambiguidade na gestão de Renata (Fernanda Torres). Enquanto há equipamentos caros e máquinas de última geração, faltam materiais básicos essenciais para salvar vidas. E as consequências disso são trágicas para os médicos, pacientes, para Renata e também para o hospital público de Cascadura.

Bárbara Coelho substitui Fernanda Gentil e se torna a nova apresentadora do Esporte Espetacular

Enquanto a equipe de médicos enfrenta as condições precárias de trabalho em decorrência da corrupção, Carolina se depara com Ana (Nina Morena) pelos corredores do hospital. A filha de Samuel (Stepan Nercessian) foi ao Macedão em busca dos pertences do pai, mas revela o sumiço de alguns objetos, como o celular e o computador do médico. No leito próximo dali, Evandro (Julio Andrade), que tenta continuar a luta contra o uso de medicamentos, atende Fred (Vitor Thiré), um rapaz extremamente embriagado. A situação com o paciente faz com que o médico reavalie a possibilidade de procurar um grupo de ajuda para o seu vício.

Sob Pressão está em alta na Globo. (Foto: Divulgação)
Cena da série da Globo. (Foto: Divulgação)

Ainda com a falsa sensação de que mudanças positivas têm acontecido por ali, o neurocirurgião Rafael (Tatsu Carvalho) se impressiona com uma máquina de tomografia com contraste durante o atendimento a Tigre (Jackson Antunes), um lutador de boxe que participa de lutas clandestinas. Em contrapartida, na sala de cirurgia, a falta de um fio faz Henrique (Humberto Carrão) e Carolina (Marjorie Estiano) amputarem a perna de Leandro (Guilherme Gonzalez), um paciente lesionado após a queda de uma retroescavadeira no membro. Visivelmente abalado com o procedimento cirúrgico, Henrique começa a perceber o quanto o esquema de Renata é prejudicial à vida dos pacientes e enfrenta a gestora do hospital ao ser questionado sobre a cirurgia e a atitude tomada para salvar a vida do homem: “Louco eu tava quando entrei no seu esquema”. Renata entende que a situação está cada vez menos sob controle e faz novas ameaças ao emprego de Carolina. Mas a atitude não impede Henrique de revelar o que sabe aos colegas, que levam o caso à polícia, o que culmina em uma investigação no Macedão. Porém, a queda da diretora ainda parece estar longe de acontecer e não é ela quem recebe voz de prisão.

Conheça os artistas que vão se apresentar neste sábado (15) no SóTocaTop

Veja também

Enquanto Renata, na companhia de Roberto (Marcelo Serrado), destrói documentos que a incriminam, Carolina inicia uma intensa busca por provas que coloquem na cadeia a verdadeira criminosa do hospital. Em meio ao caos que se instaurou na emergência e à falta de equipamentos que aumentou após a denúncia de corrupção, os médicos que restam na equipe precisam ainda se virar com o que têm para atender aos vários feridos que chegam ao pronto atendimento após a colisão de um caminhão numa passarela. Sem estrutura e equipe, resta aos médicos que continuam ali aceitarem uma doação da esposa de um paciente em estado grave para seguirem trabalhando. A existência do hospital fica por um fio, e toda maldade de Renata está prestes a vir à tona.

Siga o TV FOCO no Google Notícias e receba as informações bombásticas da TV e dos famosos em primeira mão - Clique Aqui!

TV Foco AO VIVO Acompanhe

Comentários

Nossa política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Ler comentários